Por rodrigo.hang

Alemnha - Andreas Brehme, ex-zagueiro da seleção alemã e autor do gol do título mundial de 1990 contra a Argentina, vive difícil situação econômica em seu país. De acordo com o canal de TV "Deutsche Welle", 24 anos depois de ter atingido o auge de sua carreira, o ex-jogador de 53 anos tem uma dívida de 200 mil euros (cerca de R$ 619 mil) e teria recebido a oferta de limpar banheiros na empresa do ex-jogador Oliver Straube para tentar juntar dinheiro e começar a se livrar dessa dívida.

Brehme fez o gol do tricampeonato mundial da Alemanha ao converter pênalti na decisão contra a ArgentinaDivulgação

"Estamos dispostos a empregá-lo como assistente na nossa empresa de limpeza de dutos. Ele pode começar limpando sanitários e isso vai servir para descobrir que pode fazer algo na vida e melhorar a sua imagem", disse Straube.

Schweinsteiger é escolhido o novo capitão da seleção da Alemanha

Brehme tem que responder a um tribunal de Munique por dívidas de longa data que não foram quitadas, informou o site do canal alemão. A dívida corresponde a um empréstimo privado que pediu ao ex-Bayern de Munique e à Inter de Milão.

"Nós temos a responsabilidade de ajudar Andreas Brehme. Ele fez muito para o futebol alemão com um gol de título. Agora é a vez do futebol alemão fazer algo por ele. Talvez possamos criar um fundo para proteger os jogadores que estão em emergências", disse Franz Beckenbauer, o treinador da equipe que levantou o troféu da Copa de 1990 na Itália.

Ulf Baranowski, presidente da União de Jogadores Profissionais, declarou por meio de seu porta-voz que também pode ajudá-lo. "Nós tentamos ensinar os jogadores a evitar situações como essa, quando você não sabe como ganhar dinheiro fora dos campos. Nosso conselho para eles é muito clara: todos precisam ter um plano B, aprender outra profissão. Eles precisam criar um elo entre o momento que param de jogar e a vida após o futebol".

Franz Beckenbauer defende ida de espanhóis para o Bayern de Munique

Brehme estaria devendo mais de 200 mil eurosDivulgação

Brehme jogou as Copas de 1986, 1990 e 1994. Em 1998, aos 38 anos, se aposentou depois de jogar por clube pequenos como Barmbeck Uhlenhorst, Saarbrücken, Kaiserslautern e Zaragoza. Antes, fez carreira no Bayern e na Inter de Milão.

Após sua aposentadoria, Brehme se manteve ligado ao futebol, mas sua carreira de treinador não rendeu. Seu último emprego fixo foi em 2006, como assistente de Giovanni Trapattoni no Stuttgart. Desde então viveu de publicidade esporádica.

Você pode gostar