Por edsel.britto

Japão - Diante do risco de o tufão Phanfone, que tem ganhado força no Oceano Pacífico, se tornar um furação ao chegar à região central do Japão, neste domingo, a FIA e o chefe da F-1, Bernie Ecclestone, já tem um plano B para garantir que a etapa de Suzuka aconteça. Uma das possibilidades é que a corrida seja realizada no sábado ao invés do domingo. As informações são do site americano "Motorsport".

O fenômeno natural já tem provocado ventos fortes e tempestades constantes no autódromo de Suzuka, localizado na região central do país, desde o início da semana. Com previsão de rajadas que podem ultrapassar os 210 km/h, o tufão deve ficar ainda mais poderoso no domingo e na segunda-feira, de acordo com os estudos meteorológicos. O Phanfone poderá ser equivalente a um ciclone tropical de categoria 4 e deve afetar diversas partes do território nipônico.

Tufão Phanfone pode ameaça realização do GP de Suzuka%2C no JapãoReuters

De acordo com o "Motorsport", Bernie Ecclestone prefere adiantar a corrida para o sábado, apesar de a medida afetar a mobilização dos torcedores e prejudicar a transmissão pela televisão, do que adiar a prova para um dia da semana seguinte. Isso porque o GP da Rússia está marcado para acontecer no próximo fim de semana, e a realização de duas corridas em um período tão curto de tempo complicaria a logística da Fórmula 1.

Esta não é a primeira vez que intempéries climáticas em solo nipônico geram apreensão na F-1. Em 2004, o tufão Ma-On causou o cancelamento das atividades de sábado, e o classificatório precisou ser transferido para a manhã do domingo, algo até então inédito na história da categoria.

Você pode gostar