A incrível história de pescar carpas com as mãos do Lago da Luz

Maurício mostrou a sua pescaria no Paraná

Por O Dia


Rio - Imagina um pesqueiro onde você pode capturar peixões de até 10 kg ou mais, sem precisar de qualquer equipamento para isso — redes, tarrafas, varas, molinetes, iscas naturais ou artificiais e anzóis? Não é história de pescador, não. Este lugar existe. Fica na cidadezinha de sugestivo nome, Prudentópolis, no Estado do Paraná. Os moradores de lá, de geração em geração, pegam peixes com as mãos no Lago da Luz. Para isso, só precisam de boas chuvas.

Mas os peixes não caem do céu. É que as chuvas fazem transbordar o lago da cidade e carpas ainda vivas e de bom tamanho acabam indo parar nas margens. “Aqui, quando chove por mais de uma semana e alaga tudo, o povo sai para pescar com as mãos”, contou ao portal ‘G1’ o comerciante Maurício Lupepsa, autor da foto ao lado. Alguém duvida?

Comerciante Maurício Lupepsa fisgou peixeReprodução Internet

MAIS TRANSPARÊNCIA NAS PESCARIAS

Uma empresa do Havaí criou um caiaque que pode deixar ainda mais fácil a pescaria. Totalmente transparente, de 3,3 metros de comprimento, a embarcação permite visualizar peixes no fundo do mar. Dependendo das condições do tempo e da qualidade da água, é possível enxergar até 22 metros de profundidade. O caiaque é feito de carbonato usado em vidros à prova de balas e, segundo o fabricante, passou em testes contra litorais rochosos, golpes de martelo e até quedas de seis metros de altura. O preço é meio salgado: U$ 2 mil (aproximadamente R$ 4.800).

CONDIÇÕES DO TEMPO

Previsão de ventos do quadrante sul deixa o tempo com sol entre nuvens no sábado e domingo no Rio. O mar fica calmo. De Lua Cheia, a maior variação hoje é de maré alta a 1.2m, às 15h20, e baixa, 0.2m, às 22h40.

DICAS DE PEIXES

Mestre Canarinho:

(31>99953-8100), iscas de sardinha, camarão e lula: Quebra-Mar da Barra — corvinota, papa-terra, xerelete e enxoveta; Cagarrras — xerelete, corvina, papa-terra e enxovetas;Gragoatá/BoaViagem — corvina, xerelete, papaterra e olho-de-cão; Ilhas Pai e Mãe — pescadinha, corvina, xerelete e enxoveta.

Carlinhos Piraúna:

Para pesca desembarcada: Arpoador — riscadinho (dia), olho-de-cão(noite); Praia do Diabo — riscadinho e galhudo; Praia de Copacabana — riscadinho e papa-terra (tarde/noite); Leme — carapicu (dia), olho-de-cão (noite); Urca porta do forte — olho-de-cão (noite); murinho da Urca — carapicu; estacionamento pirâmide Flamengo — piraúna (tarde/noite)

Gilberto Ohoishi:

(31>22-99839-6442) pesca embarcada: em Arraial do Cabo, Praia Grande — tira-e-vira, cavalinha, pargo e corvina; na Ponta do Focinho, maria-mole, castanha, congro- rosa e corvina; na Boca da Barra — corvina, cavalinha, pescadinha e goete; em Cabo Frio na Praia do Foguete — pescadinha, goete e pargo.

Últimas de Esporte