Dunga se desentende com argentinos e faz suposta alusão a vício de Maradona

Técnico da seleção brasileira apertou o nariz como quem inala alguma coisa. Segundo jornal, foi referência ao uso de cocaína pelo ex-jogador argentino Diego Maradona

Por O Dia

Pequim - A vitória por 2 a 0 sobre a Argentina no Superclássico das Américas não foi suficiente para acalmar o técnico Dunga. No final da partida, já com o placar definido, o comandante da seleção brasileira se desentendeu com membros da comissão técnica rival e fez um gesto que, segundo o diário argentino Clarín, se referiu ao vício do argentino Diego Maradona em cocaina.

Dunga provocou os argentinosReprodução Internet

Dunga foi chamado de "puto" por Jorge Pautasso, auxiliar do técnico Gerardo Martino, quando já estava irritado por uma jogada dura sobre o meia Willian. Então, ele rebateu e fez um inusitado gesto de apertar o nariz. "Tu é igualzinho! Tu é igualzinho", gritava o treinador brasileiro, na direção do banco de reservas da Argentina.

Aposentado em 1994, ano em que Dunga capitaneou o Brasil na conquista da Copa do Mundo, Pautasso foi quem mais se irritou com o gesto. O auxiliar era companheiro de Tata Martino quando atleta e o seguiu na trajetória de treinador.

Após a partida, mais calmo, Dunga culpou o massagista argentino Marcelo D'Andrea. "Esse massagista cria confusão no showbol, no basquete, no volêi... Ele não é ninguém. Podem ver que em todas as brigas ele está lá", atacou. "O rapaz quer um minuto de glória. Nada contra a profissão dele, mas podem controlar que, em todos os jogos em que ele está, há confusão", insistiu.

Apesar do problema, o técnico brasileiro fez questão de ressalvar que não incluía Tata Martino em suas queixas. "Respeito muito o treinador da Argentina. Mas houve uma falta em frente ao nosso banco, com o Willian sendo pisado pelo jogador deles", lembrou Dunga.

Últimas de Esporte