O esquema ideal para a Seleção

Com meio-campo povoado, Brasil superou os argentinos

Por O Dia

Rio - A vitória sobre a Argentina tem um significado relativo, não faz esquecer a Copa mas foi muito bom comprovar que Dunga veio com uma proposta diferente. Quem não se lembrou do estático Fred na Copa ao ver como Tardelli (foto) se movimentava? A Argentina teve mais volume de jogo no primeiro tempo, Messi estava bem e se não fosse a perda do pênalti (inexistente) poderia até ter saído com vantagem. Tardelli aproveitou bem uma falha de Fernández para faturar com categoria. O gol começou a desestabilizar a Argentina e, na fase final, com Di María sumido, o Brasil foi superior. Ainda é cedo para se falar em um novo futebol mas o caminho foi aberto com destaque para Tardelli e a segurança de Jefferson. Apesar dos caricatos ataques de fúria, Dunga foi outro grande vitorioso.

Seleção brasileira se tornou tricampeã neste sábadoEfe

SEM FAVORITOS

O Cruzeiro vem de derrota em casa para o Corinthians quando mostrou acomodação e desgaste físico. O Fla sai de uma vitória quase heroica no Sul e mesmo sem um time de muita qualidade se impõe com o apoio de sua torcida. Deve ser um jogo animado e interessante no Maracanã — o Fla tentando se afastar ainda mais da confusão e muita gente secando o líder.

XEQUE-MATE

Esse é um jogo quase definitivo para Inter e Flu. Os gaúchos não conseguem se aproximar do Cruzeiro e sempre perdem quando precisam ganhar. Abel já está desgastado e pode até cair com um tropeço hoje. O Flu vem patinando, cada vez mais longe do G-4. Se não pontuar, vai ficar congelado em uma faixa intermediária.

SÓ O SUFICIENTE

A torcida do Vasco saiu de São Januário comemorando a vitória, a segunda seguida, a invencibilidade de Joel e a quase certeza de que o time voltará à Série A, provavelmente em uma troca com o Botafogo. Mas a exibição foi medíocre e, mais uma vez, Douglas, no fim, teve que abrir o caminho da vitória. Mesmo sem estar bem, o Vasco é melhor do que a maioria na Série B.

O APAGÃO

O ano de 2014 não parece ser o ano das conquistas do Brasil. Como no futebol, a seleção feminina de vôlei caiu na semifinal para os EUA com uma atuação ruim, bem abaixo dos 11 jogos anteriores. De nada adiantou a grande campanha se o time falhou na hora H. Houve deficiências no bloqueio, recepção e ataque. Enfim, em quase tudo.

Últimas de Esporte