Após eleição do Conselho, Romário se aproxima da presidência do América

Novo grupo vai participar da gestão do Baixinho, quando ele for eleito, em novembro, como mandatário do clube

Por O Dia

Rio - A manhã desta terça-feira pode ter mudado os rumos do futuro do América. Uma Assembleia Geral foi realizada para eleger os novos membros do Conselho Deliberativo do clube (foram escolhidos 150 membros efetivos e os 30 membros suplentes). O novo grupo de cartolas vai ajudar o próximo presidente da agremiação, tudo indica que seja Romário. Ele deve disputar o cargo nas eleições do dia 10 de novembro. O Baixinho leva vantagem no pleito pois concorre em chapa única.

Léo Almada (atual presidente) e Romário estiveram no Club Municipal%2C na Tijuca%2C para participar da votaçãoDivulgação

Romário encabeça a chapa "Moralização, Progresso e Responsabilidade" com Léo Almada, atual presidente, no cargo de Vice. Durante sua presença na votação, nesta terça-feira, eleitores e sócios faziam coro ao desejo do Baixinho em 'colocar o América no lugar onde nunca deveria ter saído'.

O Baixinho terá três anos de mandato para reerguer o clube tijucano. Romário terá alguns itens complicados para resolver, como a situação da sede da Rua Campos Sales, que está fechada. Os sócios do América estão tendo que utilizar as dependências do Club Municipal como opção de lazer.

Na época, o presidente Léo Almada enumerou diversos motivos para o fechamento, entre eles: falta de investimento, fragilidade financeira do clube, frequentes interdições do Corpo de Bombeiros e má administração de diretorias passadas.

Últimas de Esporte