Com quatro gols de Neymar, Brasil dá show e goleia o Japão em Cingapura

Atacante conseguiu repetir o feito de Romário em 2000. Na época, o baixinho marcou quatro vezes contra a Venezuela

Por O Dia

Cingapura - No quarto jogo no comando da seleção brasileira, o técnico Dunga manteve os 100% de aproveitamento. Neymar, inspiradíssimo, desfilou categoria no gramado do estádio Nacional, em Cingapura, fez quatro gols e foi o principal destaque na vitória por 4 a 0, sobre o Japão, nesta terça-feira. O camisa 10 deixou a marca dele de todas as formas: driblando o goleiro, batendo colocado, mostrando faro de artilheiro ao pegar rebote do goleiro e até de cabeça. O atacante conseguiu repetir o feito de Romário, em 2000, que marcou quatros vezes diante da Venezuela. 

Além de toda maestria do camisa 10, o Brasil foi muito bem coletivamente. Controlou o jogo nos 90 minutos. A defesa seguiu sem ser vazada, apesar do desfalque de David Luiz. Na frente, os jogadores mostraram boa movimentação, conseguiram furar o bloqueio asiático com belos passes e bolas enfiadas.

A partida também serviu para testar o elenco. Philippe Coutinho entrou no segundo tempo, deu passe para o segundo e participou do terceiro gol de Neymar e quase fez o dele em passe de Everton Ribeiro. O meia do Cruzeiro teve boa participação com alguns lançamentos. Mario Fernandes foi testado pela primeira vez na lateral direita. Souza fez sua estreia e segurou a onda no meio de campo. Kaká e Robinho deram experiência ao time e também não decepcionaram.

Agora, a seleção brasileira se reúne novamente em novembro, para encarar a Turquia, em Istambul, no dia 12. E a Áustria, no dia 18, encerrando as atividades da equipe em 2014.

LEIA MAIS: Confira as imagens da vitória do Brasil sobre o Japão 

Neymar foi o destaque do jogo com quatro golsReuters

O JOGO

As duas seleções foram a campo com desfalques importantes. O Brasil não pôde contar com o zagueiro David Luiz. Kagawa ficou de fora do Japão após se machucar no amistoso diante da Jamaica. A primeira boa chance veio nos pés de Neymar. O craque bateu falta magistralmente e a bola tocou na trave. No lance seguinte, no entanto, o camisa 10 não desperdiçou. Recebeu laçamento de Tardelli, driblou o goleiro e correu para o abraço: 1 a 0. O Japão respondeu após uma pixotada da zaga brasileira. Kobayashi pegou de primeira e tirou o "uuh" dos torcedores em Cingapura.

A Seleção controlava o duelo, tinha boas trocas de passes, mas pecava no momento da definição. Os asiáticos, acuados, esperavam a oportunidade para se lançar à frente. E ela veio com Ozaki. O atacante foi acionado na grande área e testou com perigo e foi só. Na saída para o intervalo, Tardelli comentou o lance do gol:

"Eu pude encontrar o Neymar, ele fez o famoso facão. Que bom que finalizou em gol. Que bom que a gente está se entrosando", afirmou.

Na volta para segunda etapa, Dunga fez três modificações. Mario Fernandes no lugar de Danilo, Philippe Coutinho na vaga de Oscar e Everton Ribeiro na posição de Willian. No Japão, Marioka deixou o gramado para entrada de Honda. Com apenas dois minutos em campo, o meia do Liverpool mostrou ao que veio. Deu bela assistência para Neymar que, na cara do arqueiro, colocou no canto direito e ampliou o marcador: 2 a 0.

Miranda quase fez o terceiro após cobrança de escanteio. O zagueiro pegou a sobra, arriscou o arremate e o goleiro fez a defesa. O jogo ficou aberto na segunda etapa. O Japão se lançou ao ataque e acertou uma bola na trave. O Brasil teve duas boas oportunidades em dois bons contragolpes. Primeiro, Neymar quase fez mais um, após limpar a zaga e bater na rede pelo lado de fora. Depois, Coutinho tirou tinta da trave ao bater colocado de perna direita. Robinho quase deixou o dele em lance parecido.

Mas a noite era mesmo de Neymar. O camisa 10 fez mais dois gols, um de rebote, após chute de Philippe Coutinho e outro de cabeça após assistência de Kaká, decretando o triunfo brasileiro em Cingapura: 4 a 0. 

BRASIL 4 X 0 JAPÃO

Estádio: Nacional (Cingapura)

Árbitro: Ahmad A'Qashah (Cingapura)

Gols: Neymar (1ºT 17'), (2ºT 1'), (2ºT 31'), (2ºT 35')

Cartões amarelos: -

Cartões vermelhos: -

Brasil: Jefferson, Danilo (Mario Fernandes), Miranda, Gil, Filipe Luis; Luiz Gustavo, Elias (Kaka), Oscar (Philippe Coutinho), Willian (Everton Ribeiro); Neymar e Diego Tardelli (Robinho).

Japão: Kawashima, Sakai, Shiotani, Kosuke Ota; Morishige, Marioka (Honda), Shibasaki, Junya Tanaka (Hosogai), Taguchi; Okazaki e Kobayashi (Muto).

Últimas de Esporte