Por jessica.rocha
Publicado 24/10/2014 19:26 | Atualizado 24/10/2014 19:30

Rio - Dois clubes do Rio podem viver a emoção de conquistar um feito inédito em suas histórias: o de garantir vaga na Série B do Campeonato Brasileiro. O Madureira pode coroar o ano do seu centenário se superar o CRB, neste sábado, às 21h30. Já o Macaé, que precisa passar pelo Fortaleza, terá a quarta chance em cinco anos de garantir a classificação. Em comum, os dois jogarão fora de casa pelas quartas de final da Terceira Divisão.

Victor Bolt foi eleito o melhor jogador do Madureira na conquista do Campeonato Brasileiro Fut 7Divulgação

Depois da derrota por 2 a 1 em casa, o Madureira mantém a confiança no feito histórico. O técnico Leston Júnior sabe da importância da classificação para o Tricolor Suburbano, apesar de admitir a dificuldade de buscar o resultado em Alagoas, às 21h30, no Rei Pelé.

"O clima é de expectativa, temos a consciência de que é uma decisão. É uma representatividade muito grande, já que é o centenário do clube e temos a oportunidade do acesso à Série B do Brasileiro. Sabemos do grau de dificuldade, mas procuramos fazer uma semana tranquila, passando confiança ao elenco a fim de mudar essa situação, já que o resultado do sábado passado não foi favorável ao Madureira", afirmou o técnico Leston.

Consciente de que precisará vencer para garantir a vaga, o treinador do Madureira conta como foi a reação dos jogadores depois da derrota em Conselheiro Galvão.

"O grupo reagiu, agora é acelerar o processo para digerirem o resultado. O grau de dificuldade é grande, precisamos manter o equilíbrio", acrescentou o comandante.

Tendo em vista a situação mais complicada, já que o CRB contará com o apoio de sua torcida, Leston não se preocupa e aposta em um resultado positivo na casa do rival.

"O CRB venceu no Rio, então podemos chegar a Maceió e conquistar uma vitória também, basta mantermos uma boa postura dentro de campo. Claro que jogar para 25 mil é um fator motivante, mas não um problema. É favorável a eles, uma adversidade para nós", finalizou.

O Madureira vê a esperança da classificação nos pés de um dos principais jogadores da equipe, o meia-atacante Victor Bolt, que foi eleito o melhor jogador de Fut 7 em 2013 e campeão brasileiro da modalidade.

"O time está focado, concentrado. Estamos confiantes de que vamos conseguir o acesso, afinal, trabalhamos para isso. O objetivo é sair de lá com o acesso na bagagem. Mesmo jogando fora de casa vamos ter torcida, já que o jogo vai ser televisionado. Amigos, familiares, torcedores, todos vão assistir e torcer pelo Madureira. Sabemos que a torcida deles virá em peso, mas quem entra em campo e joga somos nós", desabafou Victor.

Macaé e a quarta chance de subir

Outra equipe que também vive a expectativa de um possível acesso à Série B é o Macaé, que bateu na trave em 2010, 2012 e 2013 e terá sua quarta oportunidade de classificação neste sábado, às 19h, no Castelão. A situação do time é menos complicada, já que empatou em casa por 0 a 0 com o Fortaleza e encara uma pressão menor ao Ceará.

Vice de futebol do Macaé, Valter Bittencourt está animado quanto ao acesso à Série B: "O clima na cidade está ótimo, os torcedores compareceram ao último jogo, apesar da dificuldade. Estamos esperançosos. É a quarta vez em cinco anos que o Macaé tem a chance de subir", comemorou.

Quem está confiante também é um dos principais jogadores do clube: Romário, emprestado pelo Vasco. "Nosso time está tranquilo, bastante focado, trabalhamos fortemente na semana para fazer um bom jogo no sábado. Estou procurando passar o que professor me ensinou", ressaltou o atacante.

O atacante Romário Correia pertence ao Vasco%2C mas está emprestado ao MacaéDivulgação

A dificuldade de enfrentar a torcida em peso do Fortaleza não é motivo de desespero para Valter. O dirigente garante que o Macaé terá apoio no estádio.

"Fiquei sabendo pelo Facebook que os torcedores do Macaé já estão lá no Ceará para nos apoiar mais uma vez. A torcida sempre está presente", comentou.

O técnico da equipe, Josué Teixeira, sabe muito bem o que é jogar com pressão da torcida adversária. Com passagem pelo Nova Iguaçu em 2011, o comandante passou por uma situação parecida, contra o Flamengo, pelo Carioca. O estádio estava cheio devido à estreia do craque Ronaldinho Gaúcho no time rubro-negro.

O técnico do Macaé Josué Teixeira contou que está focando no sistema defensivo da equipe e explorando os contra-ataqueDivulgação

"Em uma conversa com o jogadores eu contei que eu vivi isso, quando comandava o Nova Iguaçu. O jogo era contra o Flamengo e marcava a estreia do Ronaldinho Gaúcho, o Engenhão estava lotado. Eu falava a eles para que quando a torcida cantasse, focasse na troca de passes, acelerasse o jogo, contornando a situação", alertou Josué.

Confiante na classificação, o técnico diz como irá preparar a equipe para a partida: "Procurei focar no sistema defensivo do time, também explorei bastante o contra-ataque. Taticamente já sabemos como será o duelo, mas nunca sabemos como vai terminar, pois podem ocorrer variantes ao decorrer da partida, como cartão, erro da arbitragem, essas coisas que não dá para prever", finalizou.

Entenda o que cada equipe deve fazer no sábado para garantir o acesso à Série B:

Madureira:

- Precisa ganhar por dois gols de diferença ou por um gol a partir de 3 a 2

- Se vencer por 2 a 1, a decisão irá para os pênaltis, já que vale o critério do gol fora de casa

Macaé:

- Pode empatar com gols

- Qualquer vitória. Caso o resultado seja outro 0x0, a vaga será decidida nos pênaltis

Reportagem de Jéssica Rocha

Você pode gostar