Capitão da seleção da África do Sul é assassinado em Joanesburgo

Senzo Meyiwa levou um tiro ao tentar proteger a namorada durante um assalto

Por bernardo.argento

Goleiro capitão da seleção da África do Sul foi assassinado Efe

África do Sul - O capitão da seleção sul-africana de futebol, Senzo Meyiwa, levou um tiro e morreu ao tentar proteger a namorada durante um assalto a casa dela perto de Joanesburgo, informaram autoridades nesta segunda-feira.

O goleiro do Orlando Pirates, de 27 anos, morreu no domingo após levar um único tiro no peito disparado pelos invasores dentro da casa da namorada, a atriz e cantora Kelly Khumalo, na cidade de Vosloorus.

"Os homens invadiram a casa e pediram os celulares, dinheiro e outros bens de valores", disse o secretário de Segurança Pública, Sizakele Nkosi-Malubane, a repórteres no local do crime.

"Senzo tentou proteger Kelly porque um dos homens estava com a arma apontada para ela", acrescentou.

Segundo a polícia, dois homens entraram na casa de Kelly por volta das 20h (horário local), onde o jogador estava em uma festa. Um terceiro assaltante esperou do lado de fora da casa, e os três conseguiram fugir depois do roubo.

Meyiwa foi declarado morto na chegada ao hospital, de acordo com a polícia.O técnico da seleção sul-africana, Ephraim Mashaba, confortou vários colegas de equipe de Meyiwa que foram ao hospital pouco após o incidente.

"Podemos garantir a todos os sul-africanos que faremos tudo que pudermos fazer para pegar os assassinos de Meyiwa", disse a polícia da África do Sul em sua conta no Twitter, oferecendo recompensa de 150 mil rands (13.700 dólares).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia