Por bernardo.argento

Inglaterra - A temporada 2014 da Fórmula chega a sua reta final com a disputa do título restrita aos pilotos da equipe Mercedes: Lewis Hamilton e Nico Rosberg. Vencedor das últimas quatro corridas, o britânico tem 17 pontos de vantagem sobre o alemão: 291 a 274. Com três provas ainda pela frente e 100 pontos em jogo. Veja o que cada um precisa para ficar com o troféu de campeão do mundo neste ano:

PARA HAMILTON SER BICAMPEÃO

- Vencer nos EUA (ou Brasil), terminar em terceiro no Brasil (ou EUA) e ficar em segundo na prova dobrada (Abu Dhabi);
- Vencer a prova dobrada (Abu Dhabi) e fazer ao menos 19 pontos nas anteriores (terminar em 2º e 10º, 3º e 8º, 4º e 6º ou duas vezes em 5º);
- Terminar todas em segundo, desde que Rosberg fique fora do pódio em pelo menos uma prova.

PARA ROSBERG SER CAMPEÃO

- Vencer todas;
- Vencer nos EUA (ou Brasil) e a prova dobrada (Abu Dhabi) e terminar em segundo no Brasil (ou EUA), desde que Hamilton não vença nenhuma;
- Vencer nos EUA e no Brasil e terminar em segundo a prova dobrada, desde que Hamilton não a vença;
- Vencer a prova dobrada e ficar em segundo nas anteriores, desde que Hamilton não vença nenhuma.

Pilotos da Mercedes brigam pelo título da Fórmula 1 Reuters

O GP dos Estados Unidos será realizado neste final de semana. No próximo, será a vez do circo da categoria máxima do automobilismo desembarcar no Brasil. Duas semanas mais tarde, o GP de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, encerra os trabalhos – detalhe: este terá pontuação dobrada. No lugar dos tradicionais 25, 18, 15, 12, 10, 8, 6, 4, 2 e 1 pontos distribuídos aos dez primeiros colocados, serão 50, 36, 30, 24, 20, 16, 12, 8, 4 e 2, respectivamente.

Matematicamente, Daniel Ricciardo, da Red Bull, ainda tem chances de título. Mas as possibilidades são mínimas. O australiano precisaria vencer as três corridas restantes e torcer para que Hamilton marcasse no máximo mais sete pontos e Rosberg, 25.

Campeão mundial em 2008 com a McLaren, ano em que derrotou o brasileiro Felipe Massa por apenas um ponto, Hamilton tenta o bi. Já Rosberg faz sua melhor temporada na F1 e busca a conquista inédita.

Você pode gostar