Crise financeira faz equipe Marussia decretar falência e sair da Fórmula 1

Um retorno na próxima temporada não é descartado, mas desta vez com o nome seria Manor F1

Por O Dia

São Paulo - A Marussia F1 Team encerrou, nesta sexta-feira, suas atividades na Fórmula 1. Passando por uma crise financeira, a equipe russa deu adeus à categoria mesmo faltando duas etapas para o fim da temporada. Cerca de 200 funcionários serão despedidos.

LEIA MAIS: Notícias, treinos e provas: confira o mundo da Fórmula 1

Por problemas financeiros%2C Marussia não disputou o GP dos Estados UnidosDivulgação

"É profundamente lamentável dizer que uma equipe com grande número de seguidores no mundo do automobilismo teve que encerrar as negociações e fechar as portas", lamentou Geoff Rowley administrador da FRP, a consultoria que estava administrando a Marussia em concordata.

Rowley contou como a Marussia chegou ao ponto de ter que decretar falência.

"O grupo foi posto em administração legal no mês passado por causa de problemas financeiros, e o processo de administração proveu uma moratória para permitir alternativas de se chegar à uma solução a longo prazo, em um período curto de tempo", explicou Rowley que lamentou não ter surgido nenhum comprador.

"Infelizmente, nenhuma solução foi encontrada para que o negócio continuasse. Gostaríamos de agradecer a todos os funcionários pelo apoio durante este momento de dificuldade", afirmou Rowley.

A equipe falida pode retornar à F-1 na próxima temporada, mas desta vez com o nome de Manor F1. A inscrição já foi feita, mas ainda precisa ser aprovada pelos órgãos reguladores. A Caterham é outra que pode sair da F1 por conta de problemas financeiros.

Últimas de Esporte