Real Madrid vende nome do estádio Santiago Bernabéu por R$ 1,35 bilhão

Empresa dos Emirados Árabes desbancou gigantes como Microsoft, Coca-Cola, Audi e Hyundai

Por O Dia

Espanha - Dinheiro é uma coisa que não falta no Real Madrid. O clube bateu recorde ao conseguir a maior venda de nome de estádio da história. O Santiago Bernabéu mudará de nome e os merengues receberão R$ 1,35 bilhão para que a petrolífera IPIC (Companhia Internacional de Investimento em Petróleo) tenha o nome do estádio pelos próximos 20 anos.

Real Madrid vendeu o nome do seu estádioEfe

Existem duas opções de nome. A primeira é Abu Dhabi Santiago Bernabéu, em relação a cidade-sede da companhia e a outra Cepsa Santiago Bernabeu, para patrocinar a empresa espanhola que faz parte do grupo IPIC.

As negociações começaram há alguns meses e o pedido inicial do presidente Florentino Pérez pediu exorbitantes R$ 1,59 bilhão, que depois das negociações chegaram ao fator acertado. Essa foi a primeira vez que o clube vende o "naming rights" de seu estádio, que deve ser reformado e ampliado para 90 mil pessoas. Além da IPIC, Microsoft, Coca-Cola, Audi e Hyundai também estavam na briga para conseguir o dar nome ao Santiago Bernabéu.

Pela primeira vez na história do clube, o Real Madrid vende o nome do estádio que deverá chamar-se Abu Dhabi Santiago Bernabéu, que alude à cidade onde sedia a companhia. No entanto, também existe a possibilidade de o novo estádio receber o nome de Cepsa Santiago Bernabeu, de maneira a patrocinar a empresa espanhola que percence à holding da IPIC.

Últimas de Esporte