Por edsel.britto

Itália - A Ferrari esperou 26 minutos para anunciar nesta quinta-feira o alemão Sebastian Vettel como um de seus pilotos para a próxima temporada do Campeonato Mundial de Fórmula 1, pouco depois de divulgar que o espanhol Fernando Alonso deixava o time que defendeu por cinco anos.

"Oficial: Sebastian Vettel, piloto da @ScuderiaFerrari! Formação em 2015 com Kimi Raikkonen. Pela primeira vez um tetracampeão do mundo se une a @ScuderiaFerrari. #WelcomeSeb", tuitou o perfil da equipe, em inglês, italiano e espanhol.

Dono dos títulos das últimas quatro temporadas da F-1, o alemão havia anunciado a saída da Red Bull no início de outubro, e desde então seu futuro tem sido ligado a Ferrari. Recentemente, o chefe da equipe austro-britânica já havia dito que Vettel iria vestir vermelho. Com os anúncios de hoje, fica frustrada a expectativa pela formação de um "supertime", com Vettel e Alonso, com o finlandês Kimi Raikkonen ficando fora da disputa na temporada.

O espanhol, no entanto, teve confirmada a saída, e provavelmente deverá ser confirmado nos próximos dias como piloto da Mclaren. Hoje, a Ferrari lembrou em sua conta no Twitter que em cinco anos pilotando na equipe, o bicampeão mundial conquistou 11 vitórias, subiu ao pódio 44 vezes e conquistou 1.186 pontos. No período, contudo, Alonso não conquistou título.

O piloto espanhol também utilizou seu perfil no microblog para fazer o primeiro pronunciamento depois do anúncio da equipe, em que agradeceu torcedores e integrantes da Ferrari, deixando claro que a disputa do Grande Prêmio de Abu Dhabi, neste fim de semana, será especial.

"Pilotar uma Ferrari. Uma experiência. Um orgulho. Obrigado. Recebi tanto carinho dos torcedores... Ligação forte desde o primeiro momento. Obrigado para sempre. Foram momentos mágicos. Gostaria de levar toda equipe comigo no carro nesta corrida", escreveu Alonso.

Outro que falou nesta quinta-feira foi o diretor da equipe, Marco Mattiacci, que em comunicado se dirigiu ao espanhol, lembrando de duas grandes temporadas, em que o piloto lutou pelo título até a reta final da competição.

"Damos a ele nossos mais sinceros agradecimentos, por sua extraordinária vivência com a Scuderia, que o viu ficar muito perto, em duas ocasiões, do título mundial. Tenho certeza que um grande piloto como Fernando levará para sempre o 'Cavallino' em seu coração", disse Mattiacci que também falou sobre Vettel, o que representa a chegada do piloto de 27 anos, e ainda sobre os objetivos que o time vem estipulando para 2015, em que não bastará ficar atrás das principais favoritas da temporada.

"Sebastian Vettel representa uma combinação única de juventude e experiência, e traz consigo um espírito de equipe fundamente para enfrentar com Kimi o desafio que temos pela frente, de voltarmos a ser protagonistas o mais rápido possível", apontou o diretor.

Após quatro títulos com a Red Bull, Vettel irá correr a partir de 2015 pela FerrariReuters

Uma declaração do alemão também consta no comunicado da escuderia. Nele, Vettel lembra de sonhar na infância com a possibilidade de vestir vermelho, principalmente por causa do maior ídolo no automobilismo: "Quando era criança, Michael Schumacher, em seu carro vermelho, era o maior ídolo. Agora para mim é uma grande honra ter a chance de pilotar uma Ferrari. Já tive uma pequena mostra do que representa o espírito Ferrari quando conquistei minha primeira vitória em Monza, em 2008, com um motor do 'Cavallino Rampante', feito em Maranello", lembrou o alemão

Você pode gostar