Em busca de título inédito, Gabriel Medina estreia com vitória em Pipeline

Surfista brasileiro supera nervosismo e se garante na terceira fase do WCT

Por O Dia

Havaí - O surfista Gabriel Medina depende apenas de si mesmo para a conquista inédita do Mundial de Surfe. Sabendo da responsabilidade em representar o Brasil, o paulista superou o nervosismo da estreia em Pipeline e se classificou nesta sexta-feira para a terceira fase do WCT. Também nesta tarde, o jovem de 21 anos assistiu seu principal rival, Mick Fanning, segundo no ranking, vencer sua bateria e viu Kelly Slater, terceiro da lista, ir para a repescagem. 

Gabriel Medina é o atual líder do ranking Mundial de SurfeDivulgação/ASP

Com poucas ondas de qualidade em Pipeline, o número um do ranking mundial saiu na frente na sua bateria e alcançou 8,83 pontos, suficientes para superar Mcintosh e Atkinson e garantir a classificação para a próxima etapa. Com a vitória, Medina segue confiante no último e decisivo WCT, e segue como favorito na busca pelo título inédito para o Brasil.

Últimas de Esporte