Del Nero diz que vai analisar retorno do mata-mata no Campeonato Brasileiro

Futuro presidente da CBF cogita estudar a mudança na competição e comentou sobre os 7 a 1 na Copa do Mundo

Por O Dia

Rio - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) está prestes a mudar de presidente. Em abril,  o atual mandatário José Maria Marín dará lugar a Marco Polo Del Nero. Mas, enquanto a mudança não acontece, os dois se reuniram e comentaram nesta sexta-feira, na Federação Paulista de Futebol (FPF), que irão estudar uma possível reforma no Campeonato Brasileiro: o retorno do mata-mata.

O presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, sugeriu em dezembro que a CBF mudasse a forma da competição, que atualmente é de pontos corridos. Para ele, se isso fosse feito, não haveria mais as famosas "entregadas" na reta final do Brasileirão. 

Del Nero fica como presidente da CBF até 2019Divulgação

Del Nero prometeu analisar as questões, mas deu a entender que tudo continuaria da mesma forma: "Está tudo bem com os formatos dos campeonatos. Temos o mata-mata na Copa do Brasil e pontos corridos no Brasileirão. Se os clubes quiserem mudar, vamos analisar, mas acho que ficam os pontos corridos".

José Maria Marín aproveitou para acrescentar afirmando que irão ouvir "todos os segmentos do futebol". 

Ao ser questionado sobre a goleada de 7 a 1 sofrida pela Seleção contra a Alemanha, na Copa do Mundo de 2014, no Mineirão, Del Nero deu sua opinião e apontou o caso como problema "tático" dos brasileiros.

"Houve um problema tático. Nós avançamos para cima da Alemanha. O técnico deu uma determinação de marcar o time deles no campo deles. Só depois eu fiquei sabendo disso. E foi aquela tragédia. Se fôssemos jogar umas dez vezes, não perderíamos desse jeito. Tragédia acontece. Você pode andar na rua e cair um tijolo na sua cabeça", finalizou o futuro mandatário da CBF.


Últimas de Esporte