Carioca terá ingresso mais barato

Arbitral decide cobrar apenas meia-entrada, mas Fla e Flu são contra

Por O Dia

Rio - Na tentativa de aumentar o pífio público do Campeonato Carioca nos últimos anos, o arbitral realizado nesta quinta, na sede da Federação de Futebol do Rio (Ferj), decidiu pela diminuição do preço dos ingressos e só vai cobrar meia-entrada. Quem não tem direito ao benefício comprará bilhetes promocionais. A proposta foi do presidente do Vasco, Eurico Miranda, e teve o apoio de Botafogo e dos pequenos. Os únicos contrários foram Flamengo e Fluminense, que alegaram prejuízo em seus programas de sócio-torcedor e no contrato com o Maracanã.

Carioca vai ter ingressos mais baixosDivulgação

Com valores que variam de R$ 5 a R$ 50 — e preço especial para jogos às 22h —, os ingressos prometem ser a polêmica da vez. Representante do Flamengo, o advogado Michel Asseff Filho alegou ter votado contra por preocupação de o Ministério Público entrar com ação contra os clubes por não haver diferenciação entre meia-entrada e inteira. Outro ponto é o contrato com o Maracanã, que tem um preço mínimo fixo de ingresso. Além disso, o Rubro-Negro dificilmente terá lucro no estádio com os altos custos de operação em jogos.

“O Flamengo não quer ser contra, mas tem que ser”, explicou Asseff.

No Fluminense, a preocupação é com o sócio-torcedor, que permitia valores promocionais a seus torcedores e agora perderá força. “O marketing terá que buscar uma saída para equilibrar essa situação”, disse Marcelo Penha, representante tricolor.

Para Eurico, a decisão, vista como a mais importante para melhorar a média de público, não burla a lei da meia-entrada. Ele ainda criticou a dupla Fla-Flu: “Não pode assinar contrato com pré-fixação de ingresso. O campeonato não pode se submeter porque o clube A ou B tem esse tipo de preferência. Ah, tenho sócio-torcedor... Muito bem, mas não vai prejudicar o adversário. Se quero fazer campanha, arco com o ônus de dar ingresso mais barato. Pago a diferença. Isso é elementar.”

Procurado, o Maracanã não quis comentar o assunto. Sobre a decisão da Ferj de multar quem criticar o Carioca, foi decidido que o valor será destinado a instituições de caridade — a punição será tomada em arbitral.

Últimas de Esporte