Willian projeta ano da seleção brasileira e diz: 'Estou mais feliz com o Dunga'

Meia do Chelsea evita comparar Felipão e Dunga, mas diz que está 'mais à vontade' com o atual treinador da Seleção

Por O Dia

Rio - Willian nunca gostou de fazer comparações. Mas não hesita em dizer que está bem mais à vontade sob o comando do técnico Dunga na seleção brasileira. O vexame da goleada por 7 a 1 sofrida para a Alemanha na Copa faz parte do passado. Mas, olhando para a frente, o jogador do Chelsea admite que 2015 vai ser muito difícil para a Seleção, que terá Copa América e as Eliminatórias pela frente.

Willian mostra confiança com a temporada do ChelseaReuters

“Teremos desafios duros e vou fazer de tudo para ajudar”, avisa o meia, fã assumido do método de trabalho do controvertido técnico José Mourinho, a quem considera “inteligente e tranquilo”.

Plenamente adaptado ao futebol inglês, Willian admite que, se um dia voltar ao Brasil, será para atuar no Corinthians, clube pelo qual foi revelado.

O DIA: O 7 a 1 sofrido diante da Alemanha na Copa do Mundo ainda assombra a seleção brasileira?

Willian: Nós já esquecemos o 7 a 1. Temos de pensar em seguir em frente. Assim como na vida passamos por momentos difíceis, vamos continuar trabalhando duro, pois 2015 será um ano em que teremos a Copa América e o início das Eliminatórias para o Mundial da Rússia.

Como você avalia o trabalho de Dunga e Felipão na seleção brasileira?

Não gosto de fazer comparações, pois cada treinador tem a sua maneira de trabalhar. Mas estou mais feliz com o Dunga, me sentindo mais à vontade, ganhando mais confiança jogando como titular da seleção brasileira.

Você acha que 2015 será um ano difícil para a seleção brasileira?

Teremos desafios muito duros pela frente e vou fazer de tudo para ajudar a Seleção a conquistar o título da Copa América. Não será fácil, mas esse é o meu objetivo e espero continuar confiante como titular da Seleção.

Willian tem sido titular da Seleção com DungaReuters

Seu clube, o Chelsea, lidera o Campeonato Inglês. Você pode fazer um balanço da atual temporada?

Nosso time esta muito bem na temporada, ficamos um bom tempo invictos e fizemos ótimos jogos. O melhor da equipe é que estamos mantendo a regularidade de atuar bem em grande parte das partidas. Nós esperamos conquistar tudo o que disputarmos em 2015.

O Chelsea tem grandes jogadores, como Fàbregas, Oscar, Ramires e Diego Costa, entre outros. A disputa por vaga entre os titulares é intensa?

A disputa é tranquila, temos jogadores de qualidade e de alto nível. É bom ter um grupo assim, pois disputamos cinco competições ou mais na temporada. Quando um atleta sai, temos outro do mesmo nível e não perdermos em qualidade.

Como é ser treinado por um nome tão importante como o José Mourinho?

Ele é um cara tranquilo e muito inteligente, mas cobra no momento que tem de cobrar. Ele deixa o jogador bem à vontade em campo e explica o que quer do atleta. O Mourinho é ídolo dos torcedores do Chelsea, tem até música. Ele merece muito respeito por tudo o que conquistou na Inglaterra.

Como está sendo a adaptação ao futebol inglês?

O futebol inglês tem características especiais, pois é um futebol pegado e a dinâmica de jogo é bem diferente se comparada a outros centros. Também tem de tudo um pouco, além de ser muito veloz e ter jogadores muito fortes fisicamente.

Como você avalia a disputa do Campeonato Inglês?

Quem pensa que o Inglês se resume apenas às grandes equipes se engana. Os times medianos também dão trabalho, vide o Southampton, que está na terceira colocação.

Se um dia você voltar a atuar no futebol brasileiro, tem preferência por algum clube?

O Corinthians é um clube que tenho um carinho muito grande. Lá eu fui revelado profissionalmente e tenho muitos amigos. Se um dia eu voltar a atuar no Brasil daria preferência a eles. Mas é claro que não sabemos o dia de amanhã e tudo pode rolar.

* Reportagem de Ulisses Valentim

Últimas de Esporte