Flamengo x Vasco: rivalidade e escrita em campo na Arena da Amazônia

Clássico promete ferver e tem até clima de revanche

Por O Dia

Manaus - Da última vez que Flamengo e Vasco se enfrentaram, o primeiro foi campeão carioca, com um gol irregular que garantiu o empate em 1 a 1. Felipe, então goleiro titular do Rubro-Negro, soltou a pérola: “Roubado é mais gostoso.” Desde então, o time da Gávea, que não perde para o rival há oito jogos, está engasgado na garganta dos vascaínos. O reencontro, nesta quarta-feira, às 22h, na Arena da Amazônia, vai ferver, com clima de revanche - a temperatura promete chegar aos 31 graus com grande nível de umidade.

Marcelo Cirino x Martín Silva%3A duelo particular no clássico entre Flamengo e VascoDivulgação

O regulamento do Super Series, torneio amistoso que tem além de Flamengo e Vasco o São Paulo, ajuda a criar uma atmosfera de decisão. Em caso de empate, o jogo será decidido nos pênaltis. Quem vencer a disputa soma dois pontos, e quem perder leva um. Sexta-feira, a equipe de Doriva enfrenta o Tricolor Paulista que, domingo, pega o Rubro-Negro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Vanderlei Luxemburgo usa a pré-temporada para mudar o conceito de sua equipe. Se em 2014, o time jogava por uma bola, numa espécie de confissão de sua limitação, agora, com o elenco mais enxuto e reforçado por cinco contratações, o treinador quer o Flamengo explorando a velocidade do trio ofensivo Gabriel, Marcelo Cirino e Everton.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

No Vasco, a diretoria reformulou o grupo, foi às compras e já confirmou a contratação de 13 reforços. Se os estreantes já vivem a atmosfera de uma das maiores rivalidades do futebol brasileiro, quem continuou no Vasco não consegue esquecer o último duelo.

“A gente tenta esquecer, mas foi um resultado injusto. O futebol tem dessas coisas e precisamos ir em frente”, lamentou o goleiro Martín Silva, recentemente.

Últimas de Esporte