Por jessica.rocha
Inglaterra - O atacante Diego Costa contestou formalmente nesta quinta-feira a acusação da Federação Inglesa de Futebol (FA) de conduta violenta depois que a entidade anunciou que investigará o pisão dado pelo brasileiro naturalizado espanhol no alemão Emre Can na vitória sobre o Liverpool pela Copa da Liga Inglesa, na última terça.
Diego Costa foi alvo de confusão durante jogo entre Chelsea e LiverpoolReuters

O camisa 19 dos 'Blues' foi acusado na quarta-feira pela FA e pode ser punido com três jogos de suspensão e uma multa pelo lance ocorrido durante o triunfo por 1 a 0 sobre os 'Reds' na prorrogação em Stamford Bridge, que levou a equipe da casa à final do torneio.

Aos 12 minutos de partida Diego Costa disputou a bola com Can perto da linha lateral e, com o adversário caído, o pisou. O incidente, que não foi visto pelo árbitro do jogo, Michael Oliver, foi filmado e assistido por integrantes da FA. O camisa 19 do Chelsea tinha até às 16h (de Brasília) desta quinta para apelar da acusação.

De acordo com informações da emissora britânica "BBC", o recurso do jogador sergipano conta com pleno apoio do Chelsea, que cancelou a entrevista coletiva do técnico José Mourinho na sexta-feira, um dia antes do duelo com o Manchester City. Caso seja declarado culpado, o atacante será desfalque na partida contra os 'Citizens', um confronto direto pelo título inglês, além de ficar fora contra Aston Villa e Everton.