Por fabio.klotz

Estados Unidos - Campeão dos médios do UFC, Chris Weidman acompanhou o retorno de Anderson Silva ao octógono, na luta contra Nick Diaz. O norte-americano ficou satisfeito com a volta do Spider, mas, na condição de fã, deseja que o brasileiro se aposente.

Weidman não vê Anderson Silva como merecedor de lutar pelo cinturãoDivulgação

"Por ser o campeão, sei que meus comentários vão significar mais do que eu gostaria, mas não creio que minha opinião importe tanto ou vá pesar para ele. Mas, como um fã, uma pessoa normal, quero vê-lo aposentado", disse o norte-americano, em entrevista ao site MMA Fighting.

LEIA MAIS: Por enquanto, Dana descarta nova luta entre Anderson Silva e Weidman

Weidman superou Anderson Silva duas vezes. Na última, o brasileiro sofreu uma fratura na perna esquerda que o afastou por mais de um ano do octógono. O norte-americano não pensa em uma trologia contra o Spider.

LEIA MAIS: Rival ironiza Belfort por recusar luta pelo título interino: 'Cadê o leão?'

"Para o Chris Weidman, é uma luta que dá muito dinheiro, uma trilogia. Mas eu realmente queria que ele se aposentasse. Ele tem uma bela família, cinco crianças, ganhou muito dinheiro, deixou um legado. Ele acabou de ganhar uma luta, não me importaria de vê-lo se aposentar com uma vitória", acrescentou.

LEIA MAIS: Notícias, lutas e bastidores: tudo do mundo do MMA

O campeão dos médios ainda analisou a luta entre Anderson Silva e Diaz. Weidman esperava mais do brasileiro e foi além: disse que o Spider não merece lutar pelo título.

"Sobre a luta, estou feliz que ele voltou. Ele estava saudável, apto a ir lá e vencer. Acho que ele impressionou? Não. Não acho que ele foi o Anderson que todo mundo esperava. Mas não sei, acho que ele não merece uma chance de título. Creio que muitos outros caras estão melhores que ele agora."

Weidman defenderia o título contra Vitor Belfort em fevereiro, mas, devido a uma lesão na costela, o confronto foi adiado. É a segunda que vez que o norte-americana se machuca, protelando o duelo com Belfort. Ele já havia fraturado a mão esquerda.

Você pode gostar