Ancelotti diz que Real Madrid perdeu 'intensidade, atitude e concentração'

Treinador espera uma boa atuação contra o La Coruña para recolocar o time merengue no rumo das boas exibições

Por O Dia

Espanha - Com o desempenho irregular do Real Madrid desde o início de 2015, o técnico Carlo Ancelotti admitiu que, após a conquista do Mundial de Clubes no fim de dezembro, a equipe está com menos "intensidade, atitude e concentração".

Ancelotti espera uma reação convincente contra o Deportivo la Coruña no sábado, para superar a goleada de 4 a 0 sofrida para o Atlético de Madrid na semana passada, e considerou as partidas contra Schalke 04, pela Liga dos Campeões, e Elche, pelo Campeonato Espanhol, importantes para o futuro da equipe.

LEIA: Miranda pode deixar o Atlético de Madrid e acertar com o Manchester United

Ancelotti não está satisfeito com o rendimento do RealReuters

"Depois do que aconteceu no fim do ano, quando ganhamos o título mundial, perdemos intensidade, atitude e concentração. Não sei se é normal, mas foi o que aconteceu. Agora temos que focar nosso trabalho nos objetivos que podemos levar para casa neste ano, como fizemos no ano passado", afirmou.

"Essa será uma semana muito importante e vai nos dizer o que poderá acontecer no futuro se a reação for boa. Todos sabemos que sempre temos que manter o nível de concentração alto. Os jogos de amanhã, de quarta-feira e contra o Elche são muito importantes", disse.

Apesar da goleada no clássico de Madri, Ancelotti comentou que os jogadores do Real treinaram bem ao longo da semana e se mostrou confiante que o time irá recuperar a boa fase contra o Deportivo la Coruña, no Santiago Bernabéu.

"Todos ficamos frustrados depois da partida (contra o Atlético). Foi uma semana de frustração. A torcida fica frustrada, nós também. É uma motivação para os jogadores tentarem melhorar as coisas. Pelo que vi nos treinos, a equipe reagiu bem e entendeu os problemas que tivemos", analisou.

O adversário deste sábado está em bom comento no campeonato, no entanto, mesmo com sete pontos conquistados em nove disputados, o La Coruña não preocupa Ancelotti.

"Com todo o respeito, é uma partida para nós. Queremos reagir com um bom jogo em termos técnico, tático e psicológico. Ainda temos tempo para recuperar e reagir, continuamos na liderança do Espanhol e temos a Liga dos Campeões. Tenho confiança que vai ser como no ano passado", comentou.

O treinador revelou um pouco sobre as conversas que ele e os jogadores tiveram com o presidente do clube, Florentino Pérez. Segundo ele, apesar da preocupação com o desempenho recente da equipe, o mandatário passou otimismo à comissão técnica e ao elenco.

"O presidente veio, falou comigo e com os jogadores sempre de maneira positiva. Claro que mostrou sua preocupação pelos últimos resultados. Conversamos sobre isso e tentamos buscar uma solução para esse momento. Depois, ele falou com os jogadores mostrando sempre sua preocupação, mas também carinho e confiança. Achamos o elenco muito competitivo", disse.

Como já havia feito no Vicente Calderón após a goleada, Ancelotti disse que "a derrota de sábado surpreendeu a todos, não pelo resultado, mas pela maneira como foi".

"Foi uma surpresa negativa para nós. Motivação não falta, são momentos de uma temporada em que você tem conquistas muito importantes e pode perder futebol. É preciso estar sempre 100% para se doar ao máximo. Perder atitude e concentração faz com que você perca partidas. Aconteceu, mas somos muito competitivos, temos muitos objetivos e é preciso olhar para frente", afirmou.

Últimas de Esporte