Por victor.abreu

Estados Unidos - Uma imagem de bravura marcou o esporte no último fim de semana. A maratonista queniana Hyvon Ngetich, de 29 anos, participava de uma prova em Austin, nos Estados Unidos e foi o principal nome da disputa.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

Mesmo sem vencer, ela virou o destaque do dia por conta da forma como cruzou a linha de chegada. Sem forças e exausta, a africana caiu no chão. Sem desistir, ela engatinhou por cerca de 300 metros até terminar a prova, completando os 42 quilômetros de percurso. O ato de superação foi acompanhado por médicos e voluntários da maratona.

"Eu estava ganhando bem. Estava 500 metros na frente. Eu olhava para trás e não via ninguém. Mas nos últimos dois quilômetros, eu não lembro nada. Nem tinha ideia de onde estava linha de chegada", disse Hyvon em entrevista à imprensa local.

A garra da queniana foi recompensada. Os organizadores da prova deram a mesma quantia recebida pela segunda colocada, os valores não foram divulgados.


Você pode gostar