Uefa sugere final da Copa do Mundo do Catar em 23 de dezembro de 2022

Os detalhes do calendário serão discutidos na próxima reunião do Comitê Executivo da Fifa, em 19 de março

Por O Dia

Espanha - A Uefa sugeriu nesta quarta-feira que a final da Copa do Mundo do Catar seja disputada no dia 23 de dezembro de 2022, após a recomendação divulgada ontem pela Fifa de realizar o Mundial durante o inverno do país, entre novembro e dezembro.

"A Uefa e suas associações nacionais tinham preferido inicialmente que a Copa do Mundo de 2022 fosse realizada em janeiro. No entanto, uma vez que o grupo de trabalho da Fifa recomendou que seja do final de novembro ao final de dezembro, a Uefa sugeriu que uma opção poderia ser jogar a decisão no dia 23 de dezembro", afirmou o porta-voz da entidade, Pedro Pinto.

O representante da Uefa lembrou, em comunicado, que "os detalhes do calendário e várias opções serão discutidas na próxima reunião do Comitê Executivo da Fifa, em 19 de março". O grupo de trabalho da Fifa que elabora o calendário internacional de partidas para o período entre 2018 e 2024 recomendou que o Mundial do Catar seja disputado no inverno, entre o fim de novembro e dezembro de 2022, por considerar que esse é o período mais viável.

A proposta contemplou também uma redução da duração do Mundial. Além disso, o grupo de trabalho propôs que a Copa das Confederações seja mantida nas datas tradicionais, entre junho e julho, mas disputada em outro país. O Mundial de Clubes seria então usado como evento-teste um ano antes da Copa do Mundo do Catar, sendo organizado no país entre novembro e dezembro de 2021.

Embora a decisão final não seja tomada até a reunião do Comitê Executivo da Fifa, a Uefa mostrou apoio à recomendação, respaldada também pelo Sindicato Internacional de Jogadores (FIFPro). As associações que representam os clubes e as ligas profissionais da Europa, contudo, são contrárias à proposta porque ela representaria prejuízo para as competições domésticas e para os próprios clubes, que pediram uma compensação à Fifa se a mudança do calendário for aprovada.

Últimas de Esporte