Por victor.abreu

Espanha - O diretor-executivo da escuderia McLaren, Ron Dennis, afirmou que o piloto espanhol Fernando Alonso "ficou inconsciente por alguns segundos" após o acidente sofrido no domingo, durante os treinos no Circuito da Catalunha.

LEIA MAIS: Alonso recebe alta, mas está fora dos últimos testes da F-1 na Espanha

Fernando Alonso deixa o hospitalEfe

Nesta quinta-feira, o primeiro dia dos últimos quatro de testes de pré-temporada, a McLaren convocou a imprensa para divulgar mais informações sobre o acidente e o estado do piloto.

Alonso recebeu alta médica do hospital na última quarta-feira, após três dias internado, e queria pilotar já nesta quinta, mas a equipe e os médicos não permitiram. Dennis ressaltou que não vê nenhum problema para que Alonso dispute o Grande Prêmio da Austrália, em Melbourne, mas que isso será determinado pelos médicos.

No encontro com a imprensa, Dennis disse que Alonso já tinha alertado a equipe que a curva "era muito complicada por causa do vento" antes de sofrer o acidente, e que o longo tempo de internação do piloto espanhol foi uma decisão dos médicos. "Não houve descarga elétrica", comentou, para descartar qualquer especulação sobre o motivo de Fernando Alonso ter se chocado contra o muro.

O diretor também afirmou que Alonso "ficou inconsciente por alguns segundos", e disse que não é incomum perder a memória em casos como esse, em consequência de um impacto tão violento de forma lateral contra o muro. Dennis informou que a força G no piloto foi a metade da sofrida pelo carro.

Segundo ele, o cockpit "é projetado para impactos frontais, não laterais". Diante dos jornalistas, o representante da escuderia informou que o piloto espanhol, que não participará dos quatros últimos dias de treinos no Circuito da Catalunha, quer retornar quando antes, mas que o aval terá que ser dado pelos médicos.

A respeito da análise da McLaren sobre o acidente, Dennis explicou que não foi detectada nenhuma irregularidade na telemetria e nem nas peças do carro. "Não podemos determinar o que aconteceu, apenas que nada (no carro) quebrou.

Não podemos determinar quanto tempo levará a recuperação (de Alonso). Teve uma perda de memória, normal nesses acidentes. Não é incomum perder memória nessa situação. O que podemos dizer categoricamente é que Fernando não tem nenhuma lesão. Fisicamente está perfeito", disse.

Você pode gostar