Dunga nega intenção de comandar Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio

Treinador deixou claro que Gallo deve liderar a equipe

Por O Dia

Rio - Comandante da equipe brasileira nos Jogos de Pequim (2008), o técnico Dunga afirmou ontem que não tem intenção de substituir Alexandre Gallo na busca pelo inédito ouro olímpico no Rio, em 2016. “A Seleção sub-20 e a Seleção olímpica têm um treinador, que é o Gallo. Estou muito focado no que é o meu trabalho (a equipe principal)”, afirmou Dunga, durante evento em que assinou contrato com a Chevrolet.

Dunga disse que não vai comandar seleção olímpicaCarlos Moraes

Ao seu lado, o coordenador de Seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, confirmou que Gallo continua como técnico das equipes sub-20 e olímpica, mesmo após ter perdido o cargo de coordenador da base para Erasmo Damiani.

Gilmar afirmou também que o Brasil vai disputar o torneio masculino de futebol do Pan-Americanos de Toronto, em julho. “O Brasil vai participar, sim. O Brasil tem que participar do maior número possível de competições para poder avaliar. Temos uma geração que está a ser descoberta, temos muito bons valores no Brasil. É uma oportunidade de a gente ampliar esse leque de observações”, afirmou Gilmar. Mas a CBF ainda estuda qual Seleção mandará para o Pan.

No ano passado, o COB chegou a informar que o país não teria uma equipe masculina no Canadá pelo fato de as partidas serem disputadas em campos de grama sintética.

Últimas de Esporte