Em evento da Conmebol, Blatter fala em combater racismo rebaixando clubes

Presidente da Fifa marcou presença em Congresso

Por O Dia

Paraguai - Durante o Congresso da Conmebol, realização em Assunção, o presidente da Fifa, Joseph Blatter afirmou que a instituição máxima do futebol deve tomar decisões mais enérgicas para combater o racismo ligado ao futebol. Segundo o suíço, o esporte tem que dar o exemplo e liderar a luta contra o preconceito étnico no mundo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

"O principal problema que temos visto nesse continente é o racismo, a discriminação, e não podemos aceitar. Continuamos a lutar contra a discriminação. Temos hoje o presidente da força-tarefa da Fifa, Jeffery Webb, que segue no mundo inteiro. Temos os regulamentos, mas não são aplicados no mundo inteiro. Devemos fazer um exemplo em algum dia. Não é banir o estádio e dar multa. É retirar pontos ou rebaixar um time. Quando tivermos isso, vão parar o racismo e a discriminação", afirmou.

A visita de Blatter ao evento também faz parte da estratégia para reeleger Juan Ángel Napout como presidente da Conmebol.

Últimas de Esporte

Em evento da Conmebol, Blatter fala em combater racismo rebaixando clubes O Dia - Esporte

Em evento da Conmebol, Blatter fala em combater racismo rebaixando clubes

Presidente da Fifa marcou presença em Congresso

Por O Dia

Paraguai - Durante o Congresso da Conmebol, realização em Assunção, o presidente da Fifa, Joseph Blatter afirmou que a instituição máxima do futebol deve tomar decisões mais enérgicas para combater o racismo ligado ao futebol. Segundo o suíço, o esporte tem que dar o exemplo e liderar a luta contra o preconceito étnico no mundo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

"O principal problema que temos visto nesse continente é o racismo, a discriminação, e não podemos aceitar. Continuamos a lutar contra a discriminação. Temos hoje o presidente da força-tarefa da Fifa, Jeffery Webb, que segue no mundo inteiro. Temos os regulamentos, mas não são aplicados no mundo inteiro. Devemos fazer um exemplo em algum dia. Não é banir o estádio e dar multa. É retirar pontos ou rebaixar um time. Quando tivermos isso, vão parar o racismo e a discriminação", afirmou.

A visita de Blatter ao evento também faz parte da estratégia para reeleger Juan Ángel Napout como presidente da Conmebol.

Últimas de Esporte