Bauru vence o Pioneros e conquista o título da Liga das Américas

Clube paulista mantém sequência vitoriosa do Brasil no torneio

Por O Dia

Bauru levou título inéditoDivulgação

Rio - A festa foi brasileira no Maracanãzinho. O ginásio foi palco de mais uma conquista histórica, desta vez do Bauru. Um ano após o Flamengo garantir o título da Liga das Américas, o clube paulista repetiu o feito. Neste domingo, bateu o Pioneros de Quintana Roo, algoz do Rubro-Negro, por 86 a 72. Um troféu inédito para Bauru, que vem numa temporada perfeita: já faturou o Campeonato Paulista e a Liga Sul-Americana. A torcida bauruense avisou: "Arerê, agora só falta o NBB." Um desafio maior ainda será no segundo semestre, quando o time enfrentará o campeão da Euroliga, que será conhecido em maio, na Copa Intercontinental.

Bauru fez uma campanha perfeita na Liga das Américas, com oito vitórias. O supertime de Fischer, Alex, Robert Day, Rafael Hettsheimeir & Cia. desbancou um a a um rumo ao título. Agora, vai tentar atender ao pedido da torcida e buscar o título do NBB. O clube paulista lidera a competição e ostenta uma série de 20 vitórias seguidas.

A sequência vitoriosa brasileira continua na Liga das Américas. Foi o terceiro título consecutivo. Antes, Flamengo e Pinheiros levantaram a taça. O Brasília aumenta a dinastia do país.

O pivô Hettsheimeir foi o destaque do título do Bauru. Ele anotou 30 pontos, sendo o cestinha do jogo. Murilo anotou um duplo-duplo de 17 pontos e 11 rebotes (oito ofensivos). Alex, eleito MVP do torneio, anotou 16 pontos.

Pelo lado do Pioneros, algoz do Flamengo na semifinal, o principal pontuador foi o pivô Keenan, autor de 23 pontos. Clemente anotou 13, um a mais do que Hernandez.

O jogo

O Pioneros deu trabalho com a dupla Clemente e Keenan. O time mexicano abriu vantagem. Porém, foi a vez de Alex e Hettsheimeir entrarem em ação. O clube brasileiro se distanciou no placar. Num primeiro quarto de altos e baixos, o Pioneros se recuperou e conseguiu empatar a parcial: 24 a 24.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

Com Keenan e Clemente descansando no início do segundo quarto, o Bauru se aproveitou para abrir vantagem de oito pontos (34 a 26). O Pioneros parou o jogo. Demorou um pouquinho, mas o clube mexicano reagiu. A vantagem se reduziu a quatro pontos. Mesmo irregular, Bauru foi para o intervalo vencendo por cinco pontos (46 a 41).

Com uma corrida de 6 a 0, Pioneros virou o placar no início do terceiro quarto. O Bauru alternava bons e maus momentos. O clube paulista chegou a abrir quatro pontos, mas levou nova virada. Guerrinha pediu tempo. Bauru conseguiu melhorar e foi para o último período com três pontos de frente: 62 a 59.

Bauru conseguiu respirar no último quarto e logo abriu sete pontos de frente. Tempo do Pioneros. A equipe mexicana bem que tentou reagir, mas sempre Hettsheimeir surgia para tranquilizar a vida paulista. Com uma atuação decisiva do pivô, o Bauru conquistou o inédito título da Liga das Américas.


Colaborou Edsel Britto

Últimas de Esporte