Button diz que McLaren tem chance de acabar com hegemonia da Mercedes

Piloto se mostrou confiante em relação ao potencial da equipe

Por O Dia

Inglaterra - Último colocado entre os 11 pilotos que terminaram o Grande Prêmio da Austrália, o britânico Jenson Button garantiu nesta quarta-feira que a McLaren, a longo prazo, será capaz de encerrar a hegemonia da Mercedes no Campeonato Mundial de Fórmula 1.

"Eu realmente acho que este é o time pode fazer isso. Sei que estamos muito longe agora, mas sempre foi difícil", afirmou o campeão mundial de 2009, em entrevista à revista alemã "Autosport".

Jenson Button afirmou que este é o ano da McLarenDivulgação

Button afirmou que a categoria precisa de que surja alguém para duelar em alto nível com a escuderia alemã, que na temporada passada obteve 16 vitórias em 19 provas na temporada passada, que teve o título do compatriota Lewis Hamilton, com o alemão Nico Rosberg terminando com o vice-campeonato.

"Isso é que precisamos no esporte, alguém que vai desafiar aqueles que estão na frente, no caso agora a Mercedes", disse o britânico.

No Grande Prêmio da Austrália, disputado no fim de semana passado, Button e o dinamarquês Kevin Magnussen - substituto do espanhol Fernando Alonso, vetado por problemas médicos -, decepcionaram com os dois piores tempos do treino de classificação. E na corrida, o nórdico sequer largou, com problemas no motor.

LEIA MAIS: Notícias, treinos e provas: confira o mundo da Fórmula 1

A prova de abertura da temporada 2015 marcou a retomada da histórica parceria entre a McLaren e a montadora japonesa Honda, responsável pelo fornecimento de motor da equipe. Segundo o piloto, apesar dos problemas iniciais, o modelo atual é um marco.

"Este, no futuro, será um carro muito importante para para a McLaren e a Honda, em termos da direção tomada. Há áreas que precisam ser trabalhadas, com certeza, mas, basicamente é um carro bom. Confio que possamos melhorar o rendimento", garantiu.

Últimas de Esporte