Por edsel.britto
Publicado 21/03/2015 19:12 | Atualizado 21/03/2015 19:12

Alemanha - Na sua primeira competição em 2015, Arthur Zanetti mostrou que é o cara a ser batido na ginástica artística. Na etapa de Cottbus, Alemanha, o brasileiro ficou com a medalha de ouro nas argolas com a nota 15,625. O grego Eleftherios Petrounias ficou em segundo e o turco Ibrahim Colak ficou com o bronze.

O brasileiro se classificou para a final na segunda colocação mesmo sem estar com 100% de sua capacidade física. Zanetti fez a mesma série do Mundial do ano passado quando foi vice-campeão e as novidades que vem sendo treinadas ainda não foram colocadas em prática. Na final, Zanetti fez uma apresentação praticamente perfeita e ainda teve que "secar" três ginastas que se apresentaram depois dele para comemorar o título

DIEGO HYPÓLITO É OITAVO

Quem também chegou na final foi Diego Hypolito. Porém, com muitas dores nos pés, o brasileiro não foi bem no solo e acabou na oitava colocação após sofrer duas quedas.

"Desta vez não consegui ir bem! Mesmo assim sempre temos que seguir! Todos querem ganhar e também treinam para isso, mas só um leva o título! Isso não significa que o segundo em diante não seja um vitorioso! Cada ser humano tem sua história! Se eu cair 10 vezes, levantarei 11 vezes! Apesar de tudo, estou feliz. O show tem que continuar", postou Diego em uma rede social.

O título ficou com o japonês Kenzo Shirai, atual vice-campeão do mundo. O alemão Matthias Fahrig ficou com a prata e o holandês Bart Deurloo levou o bronze. Os ginastas voltam a competir na próxima semana na etapa de Doha.

Você pode gostar