Michel Platini é reeleito para o cargo de presidente da Uefa por aclamação

Francês é o sexto presidente na história da entidade esportiva

Por O Dia

Uefa seguirá sendo comandada por PlatiniReuters

Áustria - Candidato único, o francês Michel Platini foi reeleito nesta terça-feira, por aclamação, presidente da Uefa para um terceiro mandato, em eleição realizada durante o 39º congresso da entidade, que está acontecendo em Viena, na Áustria. O ex-jogador, vencedor da Bola de Ouro em 1983, 1984 e 1985 quando vestia a camisa da Juventus, está no comando do futebol europeu desde janeiro de 2007, e é considerado um forte nome para presidir a Fifa no futuro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

"Liderar esta instituição é uma honra e agradeço mais uma vez a vocês pelo apoio. Temos tomado decisões arriscadas, mas vencemos. Nossa forma participativa de trabalhar e isso seguirá. Vocês têm minha palavra", disse o dirigente, nas primeiras palavras após a reeleição.

Ainda em seu discurso, Platini descartou qualquer rivalidade da Uefa com a Fifa, pedindo para que os filiados à entidade não "ouçam" os boatos que procuram dividir as entidades do Velho Continente e a que rege o esporte. "Amamos a Fifa. O futebol europeu ama a Fifa profundamente. É precisamente por isso que queremos que seja perfeita. Queremos uma Fifa forte, queremos uma Fifa respeitada. Estamos prontos para trabalhar juntos pelo bem do futebol," garantiu.

Michel Platini é o sexto presidente da Uefa, entidade que foi presidida inicialmente pelo dinamarquês Ebbe Schwartz (1954 a 1962), posteriormente pelo suíço Gustav Wiederkehr (1962 a 1972), pelo italiano Artemio Franchi (1973 a 1983), pelo francês Jacques Georges (1983 a 1990) e pelo sueco Lennart Johansson (1990 a 2007).

Últimas de Esporte