Atleta sul-coreano punido por doping poderá ir a Rio 2016 se pedir perdão

Com quatro medalhas olímpicas e dois campeonatos mundiais, Park Tae-hwan é um dos maiores atletas do país

Por O Dia

Coreia do Sul - O campeão olímpico sul-coreano Park Tae-hwan, suspenso 18 meses por doping, poderá fazer parte da equipe da Coreia do Sul nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 "se pedir desculpas", sugeriu nesta quarta-feira o presidente da Federação de Natação do país.

Após ser suspenso por doping%2C Park Tae-hwan pode competir nos Jogos Olímpicos Rio 2016Reprodução Facebook

Na última segunda-feira, em Lausanne (Suíca), a Federação Internacional de Natação (Fina) sancionou Park, campeão olímpico dos 400 metros livre em Pequim 2008, com 18 meses de suspensão por ter testado positivo para testosterona em um exame fora de competição em 3 de setembro de 2014.

A sanção começa de forma retroativa a partir dia no qual testou positivo e impede Park participar de competições até 2 de março de 2016, o que em teoria lhe permitiria disputar os Jogos Olímpicos do Rio. No entanto, o Comitê Olímpico de Coreia (KOC) estabeleceu no ano passado uma norma que veta durante três anos os atletas do país que tenham testado positivo por doping, o que excluiria sua maior estrela da natação dos Jogos de Rio.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

"Haverá oportunidades para debater esta norma", assegurou hoje à imprensa local o presidente da Federação de Natação de Coreia, Lee Ki-Heung, no aeroporto internacional de Incheon, logo após aterrissar procedente de Lausanne.

Lee abriu deste modo a porta para uma possível exceção ou mudança de legislação para que o nadador mais laureado da história do país possa disputar outras Olimpíadas.

"Vamos esperar que Park peça desculpas aos coreanos, e a partir daí se tomará uma decisão segundo os desejos de nossa sociedade", afirmou o presidente da federação diante das câmeras da emissora local "News1".

Park Tae-hwan é uma das maiores estrelas esportivas das últimas décadas em seu país, com quatro medalhas olímpicas e dois campeonatos do mundo.

Últimas de Esporte