Por bernardo.argento

Malásia - 'O número 1 está de volta. A Ferrari está de volta!’ A comemoração emocionada de Maurizio Arrivabene, novo chefão da Ferrari, também foi uma resposta de uma equipe que ficou 34 GPs sem vencer e começa a se reerguer. Após dois anos muito ruins, a escuderia italiana mudou bastante. Trouxe novos engenheiros para melhorar o motor (deu muito resultado), contratou James Allison, projetista especialista em fazer carros rápidos e que consomem pouco pneu (grande motivo para a estratégia vitoriosa de ontem na Malásia) e pegou um motivado Vettel.

VettelEfe

O alemão caiu como uma luva no projeto. Queria mostrar que não era tetra só por causa dos carros espetaculares da RBR e assumiu a responsabilidade de reerguer a Ferrari assim como seu ídolo Michael Schumacher. Seu jeito de ser encaixou e encantou a equipe, o que tornou uma grande parceria pelo que se viu na comemoração de todos.

É animador ver a Ferrari de volta e, principalmente, a Mercedes — que teve dia de Williams na estratégia errada — sendo batida na pista. A vitória da Ferrari foi possível graças à ótima estratégia após o safety car, ao bom carro e ao talento de Vettel de ficar na pista com apenas duas paradas no forte calor. Mas vamos com calma. Apesar da evolução, a equipe alemã ainda é muito superior (menos no forte calor), só que deve ter mais trabalho para vencer. Que assim seja.

Você pode gostar