Indefinição em São Paulo pode afetar venda de ingressos para a Olimpíada

Sem acerto sobre quem pagará pelas estruturas provisórias na Arena Corinthians, jogos em SP não foram incluídos na venda

Por O Dia

Rio - O início da primeira fase de venda de ingressos das Olimpíadas do Rio 2016, já disponível no site oficial dos Jogos (https://www.rio2016.com/ingressos/) não oferece a possibilidade de escolha de partidas do torneio de futebol em São Paulo, cujo estádio selecionado foi a Arena Corinthians, em Itaquera. A indefinição da presença do Itaquerão na festa olímpica não preocupa os organizadores, embora possa atrapalhar os planos de quem pretende assistir as partidas ao vivo. Uma demora na confirmação do estádio poderá impedir que o torcedor tenha o benefício de parcelar o valor dos ingressos adquiridos.

LEIA MAIS: Comitê Rio 2016 inicia venda de ingressos para os Jogos Olímpicos

Durante a entrevista coletiva desta terça-feira, feita via internet, o diretor de comunicação do Rio 2016, Mario Andrada, ressaltou a confiança dos organizadores em contar com São Paulo nas Olimpíadas do ano que vem, mas reconheceu que a indefinição pode ter influência sobre a forma com a qual o torcedor poderá comprar seus bilhetes. "Não existe plano B para São Paulo, nós contamos com a Arena Corinthians recebendo os jogos do torneio de futebol. Temos confiança de que saia um acordo ainda nesta primeira fase de vendas via sorteio. Do contrário, se o acerto ocorrer apenas na fase de vendas online, em outubro, o torcedor não poderá parcelar o valor do ingresso", afirmou.

Nesta primeira fase de vendas, que começou nesta terça-feira e vai até o final de abril, o interessado em comprar ingressos para o Rio 2016 escolhe os eventos que pretende assistir e envia as escolhas, aguardando o sorteio que será realizado em junho. Haverá ainda um segundo sorteio, em agosto, para quem não foi contemplado da primeira vez. Nestas duas etapas, é possível parcelar o ingresso de três a cinco parcelas, dependendo do cartão de crédito do usuário.

Mas se ocorrer uma demora para a assinatura do acordo da cidade de São Paulo para participar dos Jogos, as vendas só ocorrerão em outubro, quando iniciará a venda online, aberta a torcedores do mundo inteiro. E não haverá a possobilidade de parcelamento, apenas pagamento à vista.

Jogos em São Paulo serão feitos na Arena Corinthians, em ItaqueraReuters

Quem paga a conta?

O grande impasse na presença da Arena Corinthians é a definição de quem irá pagar pela implantação da estrutura provisória que o estádio necessita para receber as dez partidas previstas. São gastos com estruturas para sala de imprensa, cabeamento de internet no estádio, instalação de catrocas específicas nas bilheterias, colocação da identidade visual em torno do estádio etc. O Corinthians alega não ter dinheiro para isso, bem como a prefeitura de Sâo Paulo já demonstrou que não quer realizar estes gastos.

"Estamos torcendo para que São Paulo assine logo, pois trata-se de uma cidade muito importante para nós. Muitos paulistas virão ao Rio para ver as Olimpíadas, bem como muitos pretendem assistir aos jogos de futebol na Arena Corinthians", disse Renato Ciuchini, diretor executivo comercial do Rio 2016.

Mesmo se a demora neste acerto impedir que o interessado em assistir às partidas em São Paulo possa parcelar sua compra de ingressos, os organizadores não entendem que o torcedore será muito prejudicado. "O parcelamento de ingressos em São Paulo não ocorrerá se entrar apenas na fase de compra online, mas serão apenas alguns eventos e os valores são acessíveis", explicou Donovan Ferreti, diretor de ingressos do comitê organizador.

Após o feriado da Páscoa, haverá uma reunião entre os integrantes do comitê Rio 2016, Corinthians e também da secretaria municipal de esportes, representando a prefeitura de São Paulo, para tentar chegar a um acordo e definir a questão da participação do Itaquerão nos Jogos Olímpicos do ano que vem.

* Reportagem de Marcelo Laguna, para o iG

Últimas de Esporte