Por jessica.rocha

Espanha - O atacante brasileiro Neymar será convocado como testemunha pela Justiça da Espanha. Ele será ouvido no processo que investiga sua transferência para o Barcelona, o mesmo que pode colocar cadeia o atual e o ex-presidentes do clube catalão, Josep Maria Bartomeu e Sandro Rosell, respectivamente.

De acordo com a rádio Cadena SER, o depoimento de Neymar é fundamental porque ele próprio assinou nove dos 13 contratados em que supostamente se dividiu a contratação dele pelo Barcelona. Neymar, o clube catalão e os dois dirigentes são investigados por fraude fiscal na transação.

'Caso Neymar' ganha novo capítuloReuters


Você pode gostar