Este Fla-Flu vai decidir tudo

Resultado do clássico vai influenciar os rumos do Carioca

Por O Dia

Rio - Além de todo o clima de rivalidade e da mística do grande clássico, a sua colocação na tabela na reta final do Carioca aumenta o suspense e o tornou decisivo. Há cinco equipes lutando pelas finais e quatro pelo título da Taça GB e o resultado do Fla-Flu vai decidir tudo. Se o Fla vencer, manterá a liderança e quem duvida que será campeão enfrentando o Nova Iguaçu na rodada final?

O empate é bom porque sua possibilidade de ganhar no saldo de gols é muito grande. A derrota provavelmente deixaria a Taça GB nas mãos de Botafogo ou Vasco. Já o Flu luta por sua permanência no campeonato e precisa da vitória para respirar.

Pode-se considerar um ligeiro favoritismo do Fla, pelo retrospecto e consistência. Mesmo sem Vanderlei, seu esquema estará lá e dessa vez com a velocidade de Gabriel, Paulinho e Cirino, além da alternativa tática sempre decisiva de Alecsandro. O Flu tem time certinho e quase decorado pela torcida, o mesmo de Cristóvão a Drubscky, mas falta entrosamento. Se o Flu se recompor de maneira eficiente quando for atacado, terá boas chances de surpreender. Apertem os cintos.

O injustiçado

O veto ao trabalho de Vanderlei pelo TJD é um escândalo que merecia protesto violento por parte não apenas do Flamengo, mas de todos os clubes. O tribunal se curvou à vontade desse déspota não esclarecido que preside a federação e o puniu por delito de opinião sem que ele se referisse a agressões físicas. Não irá atrapalhar a carreira do treinador nem o Fla-Flu, mas é uma agressão à ética e à democracia. Mais uma ousadia desses coveiros do futebol do Rio.

Será possível?

É até difícil acreditar, mas depois desse episódio de Vanderlei que se seguiu a uma série de decisões abusivas de Ferj com a dupla Fla-Flu, (além de um campeonato inchado e deficitário) é possível que as coisas mudem em 2016. Pelo menos é a promessa dos dirigentes dos dois clubes. Se houver determinação e apoio de todos, à exceção de Eurico, a Ferj ficará contra a parede, obrigada a organizar uma competição só com pequenos ou com os reservas dos grandes. Basta coragem.

Tudo contra

Exatamente na hora da decisão o Botafogo parece sentir o esforço físico para superar as deficiências técnicas e muitos jogadores se lesionam, incluindo os reservas. Até Jefferson está ameaçado de ficar fora do Carioca. Neste domingo, apesar de jogar em casa, enfrenta uma pedreira, o Madureira, um adversário difícil e o risco é grande. Tudo indica que o Botafogo esticou a corda ao máximo o seu espaço para o resto do Carioca e ficou a perigo. Um alerta para o desafio da Série B.

Sem margem

Contra os pequenos, o Vasco ou tropeçou ou acabou vencendo no limite em muitos jogos, com pênaltis no fim. Sua cota de perder pontos desse tipo está esgotada porque tudo indica que as poucas chances na Taça GB estão no saldo de gols e será fundamental a organização e a ousadia. Bernardo terá nova chance de começar, o que não chega a animar muito, mas Gilberto tem sido artilheiro, um jogador decisivo. Neste domingo o obstáculo maior não é o Friburguense, mas o campo.

Bom senso e sensibilidade no Caso Fabrício

Este caso de Fabrício parece inédito no futebol brasileiro e precisa de uma solução cuidadosa. O garoto sempre se dedicou muito ao Internacional e tem um futebol de bom nível. Foi vítima da reação passional de uma torcida que está irritada com muitas coisas no clube, a começar pelos cartolas. Perdeu a cabeça, fez gestos obscenos, jogou a camisa no chão e foi merecidamente expulso. Mas o Inter tem de lhe dar uma nova chance. Ele teve seu dia de fúria no ambiente selvagem do futebol.

Últimas de Esporte