Presidente da Liga Espanhola diz que Premier League será a maior da Europa

Javier Tebas afirma ser 'impossível segurar os bons talentos espanhóis' frente ao dinheiro que o Campeonato Inglês possui

Por O Dia

Espanha - Defendendo a mudança na distribuição dos direitos de televisão, e a legalização dos investidores, chamados de TPO na Europa, Javier Tebas, presidente da Liga Espanhola (LFP), afirmou que, em breve, todos os campeonatos europeus serão inferiores ao Campeonato Inglês, caso melhoras não sejam feitas.

A prática do TPO passa a ser proibida a partir do início do próximo mês pela Fifa. Esse é o nome dado ao sistema de terceira parte nas transações de jogadores entre os clubes, ou seja, são os investidores do futebol.

"A diferença de 2 bilhões de euros na Inglaterra torna impossível segurarmos os bons talentos espanhóis e de outros países. Necessitamos de investidores, pessoas que queiram colocar o dinheiro em nossas ligas. Deste modo, elevaremos o nível de nossos clubes para que outros países não levem nossos talentos. Sem o TPO, estaremos mortos. Queremos a regulamentação desta prática", disse o presidente.

Com a diferença entre a Premier League e as demais ligas europeias, o último colocado no Campeonato Inglês chega a receber uma quantia próxima ao que o Real Madrid e o Barcelona ganham. Para Javier Tebas, os dirigentes dos clubes devem mudar seus pensamentos sobre o futebol atual.

"Há 35 anos, acompanhamos o futebol pela televisão em preto e branco. Hoje, vemos as partidas pela TV, internet, HD, celular... Há 30 anos, os dirigentes que comandam o futebol são os mesmos. E eles não se adaptaram ao futebol-negócio. Precisam ter noção de que o futebol é o entretenimento mais lucrativo do mundo", concluiu.

Últimas de Esporte