Concacaf promete votos em Blatter, mas quer sediar Copa do Mundo 2026

Na eleição de maio, Blatter terá como adversários Ali Bin al Hussein, Michael van Pragg e Luis Figo

Por O Dia

Bahamas - A Concacaf prometeu na última quinta-feira o voto de seus 33 filiados para o atual presidente da Fifa e candidato à reeleição, Joseph Blatter, no próximo pleito da entidade máxima do futebol, que será realizado em maio.

Concacaf promete apoio em troca de Copa 2026Reuters

Durante o 30º Congresso Anual da Concacaf, organizado em Nassau, nas Bahamas, Blatter foi reverenciado e comparado a Nelson Mandela, Winston Churchill e até mesmo Jesus Cristo.

Mas os elogios e o apoio nas eleições da Fifa têm preço. A Concacaf revelou a intenção de organizar a Copa do Mundo de 2026, antecipando que os Estados Unidos e o México serão suas principais apostas.

E o próprio dirigente suíço, que tenta o quinto mandato na entidade, retribuiu ao defender a inclusão de uma quarta seleção da confederação nos próximos Mundiais.

"Eu antes jogava para ganhar. Agora jogo para gerar uma mudança. A Copa do Mundo de 2026 pertence à Concacaf", disse o presidente da entidade, Jeffrey Webb, que acumula o cargo de vice-presidente da Fifa.

"Se o Mundial for mantido com 32 equipes, a Concacaf deveria ter quatro seleções fixas", completou Blatter, ressaltando que a região merece mais do que ser obrigada a disputar uma repescagem por uma "vaga extra" com um dos representantes da Oceania.

As eleições presidenciais da Fifa serão realizadas em Zurique, na Suíça, em 29 de maio. No dia seguinte ao pleito, o comitê executivo da entidade decidirá a distribuição de vagas por confederações para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Blatter tem como adversários o príncipe jordaniano Ali Bin al Hussein, o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Pragg, e o ex-jogador português Luis Figo.Todos estiveram presentes em Nassau, mas como observadores do congresso.

A Concacaf foi representada no Mundial do Brasil pelas seleções dos EUA, Costa Rica e Honduras. O México garantiu presença depois de vencer a repescagem contra a Nova Zelândia.

Últimas de Esporte