Presidente de time turco pega gancho de 100 dias após ameaçar árbitro

Além da punição, o mandatário do Fenerbahçe, Aziz Yildirim, pagará uma multa de 46,5 mil libras turcas (R$ 54,1 mil)

Por O Dia

Turquia -  A Federação do Futebol da Turquia anunciou, nesta terça-feira, a suspensão do presidente do Fenerbahçe, Aziz Yildirim, por 100 dias e ainda aplicou uma multa de 46,5 mil liras turcas (R$ 54,1 mil) por ameaçar um árbitro em jogo do campeonato nacional. O incidente aconteceu durante jogo do time de Istambul, em casa, contra o Kayseri Erciyesspor, em 13 de maio, que terminou em 1 a 1, pela 31ª rodada.

Enganheiro e bem-sucedido empresário, Yildirim preside o clube desde 1998 e protagonizou um dos maiores escândalos do futebol do país, ao ser acusado e condenado em 2012 por envolvimento em esquema de manipulação de resultados. A justiça mantém processo aberto contra o dirigente, e por causa disso, o Fenerbahçe foi suspenso por dois anos de participar de competições continentais.

Últimas de Esporte