Jornal revela suposta manipulação de resultados na Copa do Mundo de 2002

A publicação 'Corriere dello Sport' revelou que a Coreia do Sul teria sido favorecida em partidas para chegar na semifinal

Por O Dia

Itália- O jornal italiano "Corriere dello Sport" afirma em sua edição de sexta-feira que havia um escândalo na Fifa de manipulação de resultados na Copa do Mundo de 2002, especificamente em favorecimento à Coreia do Sul. Na ocasião, os coreanos chegaram até a semifinal e eliminaram Portugal (fase de grupos), Itália (oitavas de final) e Espanha (quartas), em jogos com polêmicas de arbitragem. O país sediou o Mundial junto com o Japão e terminou em quarto lugar.

Copa do Mundo de 2002 pode ter tido confrontos manipuladosReprodução Internet

A derrota por 2 a 1 para Coreia do Sul é lamentada até hoje pelos italianos. Na ocasião, o árbitro equatoriano Byron Moreno anulou um gol claro de Tommasi que daria a classificação à Azzurra. Na época, Blatter eximiu a arbitragem de culpa pela queda da Itália, afirmando que a seleção teve "muitos erros no decorrer da partida contra os asiáticos".

Logo depois, os asiáticos marcaram no gol de ouro e avançaram. A Espanha também reclamou bastante. O árbitro egípcio Gamal Al Ghandour, o ugandês Ali Tomusange e o trindadense Michael Ragoonath, seus auxiliares, anularam dois gols legítimos, um de Fernando Morientes e outro de Iván Helguera, que dariam a vitória e a classificação aos espanhois para a semifinal da Copa.


Últimas de Esporte