Por renata.amaral

Suíça - Autoridades suíças informaram que todos os sete presos sob acusações de corrupção em uma investigação ligada à Fifa contestarão suas extradições aos Estados Unidos.

Na quarta-feira, um indivíduo havia indicado que não iria contestar a extradição, abrindo espaço para as autoridades suíças o entregarem imediatamente às autoridades norte-americanas.

Ingrid Ryser, porta-voz para o Escritório de Justiça Federal da Suíça, se negou a falar o nome da pessoa, ou elaborar a razão sobre a reversão de ideia sobre a extradição.

Entre os presos está o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin.

Você pode gostar