Suíça diz que todos os sete presos do caso Fifa vão lutar contra extradição

Autoridades afirmaram que os indiciados irão contestar os pedidos para serem levados às autoridades dos EUA

Por O Dia

Suíça - Autoridades suíças informaram que todos os sete presos sob acusações de corrupção em uma investigação ligada à Fifa contestarão suas extradições aos Estados Unidos.

Na quarta-feira, um indivíduo havia indicado que não iria contestar a extradição, abrindo espaço para as autoridades suíças o entregarem imediatamente às autoridades norte-americanas.

Ingrid Ryser, porta-voz para o Escritório de Justiça Federal da Suíça, se negou a falar o nome da pessoa, ou elaborar a razão sobre a reversão de ideia sobre a extradição.

Entre os presos está o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) José Maria Marin.

Últimas de Esporte