Por jessica.rocha

Rio - Na fria matemática da soma de títulos, jogos, vitórias e gols, a paixão do torcedor pelo clube do coração sobrepõe a lógica e altera o produto. Indiferentes ao resultado da equação criada pelos dirigentes da CBF — de unificar os Brasileiros — os apaixonados por Flamengo e Fluminense elevam ao quadrado as estatísticas e multiplicam por mil a rivalidade do clássico deste domingo, às 18h30, no Maracanã.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Mesmo em uma conta que não fecha, vale subtrair o retrospecto do rival e até dividir a principal competição do país em três na busca pela nota 10 em provocação. Seja em todos os nacionais disputados até agora (incluídas as competições realizadas entre 1959 e 1970), os mais populares (de 1971 a 2002) ou os atuais, na era dos pontos corridos (desde 2003).

Enquanto Cristóvão Borges faz sua estreia pelo Flamengo%2C Enderson busca a primeira vitória com o FluMárcio Mercante e André Mourão

Em 53 duelos válidos apenas por Campeonatos Nacionais, os tricolores podem bater no peito de orgulho e dizer que têm vantagem sobre os rubro-negros. Afinal, contando quatro jogos pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o Fluminense soma 20 vitórias (o Flamengo venceu 18 e houve 15 empates).

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Brasileiro

Nos Brasileiros entre 1971 e 2002, total equilíbrio: 18 vitórias do time das Laranjeiras, 18 da equipe da Gávea e 13 empates em 49 clássicos. Na fase dos pontos corridos, desde 2003, é o Flamengo que leva a melhor — venceu dez vezes e perdeu oito em 24 partidas (seis delas terminaram em igualdade no placar).

NOTA 10 PARA ZICO

As história do clássico, porém, não se limita a algarismos ou estatísticas. Vários craques (Rivellino, Renato Gaúcho, Bebeto, Romário...) também deram aula de futebol e mandaram a bola no ângulo — seja ele reto, raso, agudo ou obtuso. Zico, maior artilheiro do duelo com 19 gols, é outro professor. O camisa 10 fez história no Brasileiro de 1989, quando se despediu do Flamengo e fechou a goleada por 5 a 0 sobre o arquirival.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Pelo lado do Fluminense, Fred é o nome do clássico no Brasileirão. Nos últimos seis, ele fez gols em três — nas duas vitórias por 1 a 0, em 2012, e um nos 2 a 0 do primeiro turno de 2014. O Fluminense, aliás, detém o recorde de invencibilidade no duelo desde que a competição foi unificada: 11 jogos (de 13 de maio de 1967 e 15 de novembro de 1977). A maior sequência rubro-negra é de apenas cinco partidas.

ARITMÉTICA EM CAMPO

Neste domingo, sob o comando do estreante Cristóvão Borges e de Enderson Moreira, Flamengo e Fluminense esperam levar uma dezena de emoções aos torcedores, com várias bolas em diagonal na busca pelo gol. O denominador comum às duas equipes é a busca pela vitória, que irá traçar uma hipérbole e melhorar a média — aritmética e geométrica — de pontos das duas equipes na busca por um melhor coeficiente na tabela de classificação do Brasileiro.

Confira os números do clássico Fla-Flu:

Desde da primeira edição do Brasileiro%2C o clássico Fla-Flu é equilibrado%2C com 18 vitórias para cadaArte O Dia
Já nos pontos corridos%2C desde 2003%2C o Flamengo leva vantagem com 10 vitórias sobre o FluArte O Dia
Já na soma de todas as edições do Brasileiro%2C o Flu leva vantagem sobre o Fla com 20 triunfosArte O Dia


Você pode gostar