Corrupção faz Interpol suspender acordo milionário que tinha com a Fifa

Agência policial internacional recebia 20 milhões de euros da entidade máxima do futebol mundial

Por O Dia

Fim do acordo com a Interpol diminui a confiança dos dirigentes da FifaEfe

França - A Interpol informou nesta sexta-feira que suspendeu o uso de recursos que recebe da Fifa para seu programa "Integridade no Esporte" à luz das investigações em andamento sobre corrupção na organização responsável pelo futebol mundial.

A força policial internacional recebeu 20 milhões de euros (R$ 70,7 milhões) da Fifa sob um acordo de 2011 com o objetivo de criar um programa de 10 anos para combater a manipulação de resultados e as apostas ilegais no esporte. O acordo representa a maior contribuição individual à Interpol de qualquer parceiro privado.

"Todas as partes externas, sejam públicas ou privadas, devem compartilhar valores fundamentais e princípios da organização, além daqueles da comunidade legal", disse Juergen Stock, secretário-geral da Interpol.

Uma porta-voz da Interpol disse que o programa, que tinha o objetivo de combater as apostas ilegais e a manipulação de resultados nos 190 países membros da entidade, tem outros financiamentos e não será encerrado.

Segundo a porta-voz, os recursos da Fifa eram usados em medidas educacionais e preventivas. Sob o cronograma do acordo, a Interpol já teria recebido e gastado mais de metade do financiamento até o momento.

Últimas de Esporte