LeBron James afirma: 'Sou o melhor jogador do mundo. Simples assim'

Jogador tem média de 36,6 pontos, 12,4 rebotes e 8,8 assistências na série final da NBA

Por O Dia

Estados Unidos - Apesar de sua equipe, o Cleveland Cavaliers, estar atrás na serie final da NBA, por 3 jogos a 2, LeBron James, que não hesitou em afirmar que é "o melhor jogador do mundo", acredita que o time de Ohio forçará a sétima partida.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

Ao ser perguntado sobre a confiança que vem mostrando ao longo das finais, se é por causa das lesões que afligem sua equipe, que os especialistas não consideram como favorita para o título, o ala dos Cavs respondeu: "Não. Me sinto confiante porque sou o melhor jogador do mundo. Simples assim".

James, que tem uma média de 36,6 pontos, 12,4 rebotes e 8,8 assistências na série final, disse que a equipe comandada por David Blatt tem recursos suficientes para sair com uma vitória no jogo 6.

"Vamos nos garantir em nossa casa e a voltar aqui. Vamos pensar primeiro na terça-feira. Mas, se nos garantirmos em casa, como somos capazes de fazer, forçaremos o sétimo jogo", opinou.

Além disso, o jogador comentou que a aposta do técnico dos Cavs de escalar jogadores mais baixos não prejudicou a equipe.

"Muitas coisas nos causaram dano esta noite. Stephen Curry é uma delas. Mas isso não teve nada a ver com o fato de termos jogado com um time mais baixo. Acho que estivemos muito mais ativos que no jogo 4", comentou.

LeBron James afirmou ser o melhor jogador do mundoEfe

Já Curry, por sua vez, disse que deseja com todas as suas forças conquistar o anel de campeão da NBA.

"É uma temporada longa e tudo se decide nestes últimos momentos", disse o armador. "Lutamos duro o ano todo e estamos em uma boa situação. Esperamos poder fechar a série em Cleveland. Estamos confiantes", acrescentou.

Já o técnico dos Cavs, David Blatt, defendeu sua decisão de deixar no banco, durante a maior parte do confronto, o pivô Timofey Mozgov, que anotou 28 pontos no jogo 4.

"Senti que devíamos responder ao que aconteceu no último jogo. Cometi um erro ao deixá-lo no banco? Um treinador deve tomar decisões. Pensei que dessa maneira teríamos mais oportunidades de vencer", apontou.

Já o técnico dos Warriors, o novato Steve Kerr, reconheceu a importância da atuação de Curry para o triunfo de sua equipe. "(Curry) Dominou o confronto. Uma vez que optaram por jogar com homens mais baixos, houve mais espaço em quadra. Quando colocaram seu arremessadores em quadra, soube nesse momento que seria a noite de 'Steph'. Sabia que ele faria uma grande partida porque teria muito espaço. Ele esteve fantástico", comentou.

Já sobre o jogo 6, Kerr opinou que "quando você tem a oportunidade de fechar uma série, particularmente nas finais, esse é o jogo mais difícil".

O treinador disse que está tranquilo, pois acredita que os Warriors ainda podem jogar melhor. "Estivemos um pouco dispersos e apressados. Cometemos 17 turnovers, comparados aos sete do jogo anterior. Podemos organizar melhor nossa defesa", concluiu.

Últimas de Esporte