Jogo bom para o Brasil se impor

Seleção brasileira enfrenta a Colômbia na noite desta quarta

Por O Dia

Rio - Depois da tensão da estreia, já com a possibilidade de contar com Philippe Coutinho e, quem sabe, aproveitar melhor a objetividade de Firmino, o Brasil pode, hoje, contra a Colômbia, não só obter a segunda vitória, mas exibir um futebol que mereça elogios. A Colômbia teve uma estreia desastrosa e perdeu para a Venezuela jogando muito menos do que se esperava porque era considerada, pelo menos, a quarta força. Tudo bem que cada jogo é um jogo e que existe certo nivelamento, como já se viu na vitória boliviana sobre o Equador e até no empate do time B do México com o Chile. Mas a partida está toda favorável à Seleção, até porque o futebol colombiano joga e deixa jogar. Não deverão faltar espaços para Neymar e seus companheiros e nossa defesa será mais bem testada, pois a Colômbia tem talento ofensivo com James Rodríguez. Promessa de um bom jogo, última chance da Colômbia e um novo teste para a seleção de Dunga.

Neymar é a grande esperança do BrasilEfe

UMA BOLADA JUSTA

A renovação do contrato de Neymar com o Barcelona lhe garantirá mais de R$ 40 milhões anuais, uma verdadeira Mega-Sena que se repetirá a cada período.Muita gente acha um absurdo que qualquer jogador receba tanto dinheiro — quase uma injustiça social. Mas o regulador é o mercado e há muitas entidades que ganham em cima disso. Neymar é genial. Terrível é conviver com políticos que roubam o dinheiro do povo e sucateiam escolas e hospitais.

PERIGO CHILENO

Embora o empate (3 a 3) com o time B do México tenha sido frustrante para a torcida, o Chile jogou uma boa partida e impressionou principalmente pelo poder ofensivo — criou inúmeras chances de gol e produziu belas jogadas de ataque. A defesa acabou entregando o ouro, mas, se acertar a marcação, os donos da casa poderão brigar pelo título. Valdivia, Sanchez, Isla e Vidal fizeram belas combinações — trata-se do melhor futebol até agora da Copa América.

A BANCA DO SHEIK

Emerson Sheik pode ser ótimo ou péssimo, de acordo com a ótica de cada um.Só não dá para ficar indiferente a ele. É um jogador carismático, de opiniões fortes — umas lamentáveis, outras interessantes — e o seu currículo pessoal não é desprovido de problemas.Com a bola, ainda produz boas jogadas e pode ser decisivo. Se o Flamengo não depender apenas dele e se Sheik se motivar, valerá a pena. Uma coisa é certa: ele é excelente para a mídia e fará sempre marola.

ETERNO ZITO

O grande Zito, que morreu há três dias, merece todas as reverências e uma lembrança eterna. Foi um jogador sóbrio, disciplinado, muito técnico e um verdadeiro suporte para o brilho de craques como Garrincha, Didi e Nilton Santos em duas Copas. Ainda recebeu o prêmio de um gol histórico na final da Copa de 62, no Chile. Sua carreira como dirigente do Santos foi sólida e brilhante. Sem ele, Pelé e Zagallo ficam como remanescentes de uma estupenda geração.

MARACANÃ VIROU PALCO DE INFINDÁVEL POLÊMICA

o novo Maracanã , que virou arena e ficou confortável e bonito, é comparado com o antigo, provoca discussão sem fim e de saída perde pelas memórias inesquecíveis de várias gerações. O antigo Maraca era desconfortável, mas a geral foi romantizada por sua democracia e folclore, apesar da péssima visão do jogo. O que deixa saudade eram os preços relativamente baixos. Ninguém pode negar que o gigante deixou de ser único e ficou parecido com muitos no mundo.

Últimas de Esporte