Pelo menos um esboço do plano B

Sem Neymar, suspenso, Dunga demonstra ter alternativas dentro do elenco da Seleção para suprir a ausência do craque

Por O Dia

Rio - Mesmo levando em conta que a fragilidade da Venezuela ajudou, o Brasil passou no primeiro teste sem Neymar. A escalação de Robinho deu mobilidade ao ataque e ele se entendeu bem com Willian, outro destaque. Contribuiu para a tranquilidade brasileira o gol marcado cedo em belo bate-pronto de Thiago Silva. A Venezuela teve que avançar e a Seleção ganhou espaços não bem aproveitados.

Sem poder contar com Neymar, Dunga mostrou ter algumas alternativas na seleção brasileiraReuters

O Brasil esteve sempre melhor e, aos 6 minutos da fase final, Firmino, como verdadeiro centroavante, ampliou. No fim, em falta, o primeiro gol venezuelano deu algum suspense ao jogo, mas a Seleção obteve a vaga sem problemas. Tudo bem que não haverá sempre uma Venezuela no caminho, mas o jogo ofereceu lições, até dentro de um Plano B sem Neymar. O desafio agora será o Paraguai.

INSUSTENTÁVEL

A queda de Doriva no Vasco era previsível, apesar da marra de Eurico garantindo que ele não sairia. Os fatos atropelaram o cartola. Só que o problema do lanterna Vasco é a falta de bons jogadores. Celso Roth vem por aí, mas não parece boa lembrança — acumula fracassos. Falar de Ronaldinho Gaúcho é piada porque não dá para gastar fortuna com ex-jogador em atividade.

NÃO ESTÁ FÁCIL

A derrota do Cruzeiro no Mineirão para a modesta Chapecoense voltou a confirmar que a distância entre melhores e piores é mínima. O time de Vanderlei vinha de ótima recuperação, mas foi travado pela retranca da Chapecoense. A ascensão de times médios e pequenos no Brasileiro complica a vida de Fluminense, Vasco e Flamengo.

CARTOLAS FORA

Um dos aspectos mais simpáticos desta Copa América tem sido o deserto de cartolas nos eventos e entrevistas. O que aconteceu na Fifa e as denúncias que envolveram dirigentes de vários países da América Latina assustaram muita gente. Se isso não chega a resolver problema algum, ao menos deixa mais espaço para os que realmente fazem a festa do melhor esporte do mundo.

SEM GRAÇA

A Colômbia estreou na Copa América com um futebol de segunda categoria e perdeu para a Venezuela. Depois, contra o Brasil, mostrou determinação. Ontem, diante do limitado Peru, um 0 a 0 sem graça. O Peru também não convence e é incrível como o Brasil só o derrotou no sufoco. E, depois, conseguiu perder para a seleção da Colômbia.

Últimas de Esporte