Flamengo está em transe

Rubro-Negro vive momento complicado no Brasileiro

Por O Dia


Rio - A derrota quase humilhante no Maracanã perturbou o Flamengo: Rodrigo Caetano deu entrevista esquivas e temerosas; Cristóvão já está pouco à vontade no cargo, bem próximo da queda; Guerrero chega às pressas, sem clima para festa em sua apresentação, e viaja célere para o Sul, onde começará o seu difícil trabalho de salvador. Tarefa problemática pelo pouco tempo de adaptação, pela falta de um bom grupo para ajudá-lo, indefinição do comando técnico e insegurança política no clube. Além de tudo, entra em um time que está a 13 pontos do líder e já sem chances de brigar pelo título. De cara, pega o Inter no Sul e, se perder, o que seria normal, deverá precipitar a saída de Cristóvão. É muita confusão para cima de Guerrero, mas o Fla não tem saída: joga todas as fichas em seu novo craque.

Flamengo vive momento complicadoDivulgação

NEGÓCIOS ESTRANHOS

Esse novo fiasco na vinda de Rafael Oliveira para o Botafogo foi causado pela ambição de intermediários e pela rotina de transformar os clubes em feira de exposições. Uma barafunda burocrática e jurídica que explica, em parte, o caos gerencial do futebol brasileiro. Isso aumenta a responsabilidade do garoto Luis Henrique, e o desafio já começa hoje contra o Ceará.

MUITAS PERDAS

O Fluminense é o melhor dos cariocas, faz boa campanha e se segura no G-4. Mas a torcida tem razões para alguns temores: Wagner, um jogador que dá equilíbrio tático, pode sair, Kenedy já foi e Gerson anda escolhendo clube na Europa. Outro que tem propostas é Vinícius. Enfim, os melhores saem e os garotos também. A solidão de Fred aumenta.

REFORÇOS URGENTES

A única saída do Vasco é apressar de qualquer forma as estreias de Herrera e Andrezinho. O time melhorou sua armação defensiva, mas continua capengando no ataque. Andrezinho pode dar bom toque de bola na armação e Herrera esbanja garra e é presença constante na área. Até faz gols. São as últimas fichas do Vasco que, como o Flamengo, anda pela bola sete.

BEM EMBOLADO

Apesar do nível técnico duvidoso, o Brasileiro tem bons momentos e, na fase atual, dois times se destacam — o líder Atlético-MG, que pratica o futebol mais bonito e ofensivo, e o Grêmio, que empreende bela reação com o trabalho de Roger Machado. Os oito primeiros colocados, até o São Paulo, têm chances de brigar pela liderança.

Últimas de Esporte