Lembrar o 7 a 1 é obrigação moral

Goleada para a Alemanha não deve ser esquecida

Por O Dia

Rio - Esquecer o maior vexame da história do futebol brasileiro é forma cômoda e ilusória de tentar varrer para baixo do tapete o oceano de problemas que há muito tempo afunda nosso esporte mais popular. A mídia fez muito bem nesta quarta-feira em lembrar com destaque o vexame: primeiro, como fato jornalístico e, depois, ao mostrar como quase nada mudou — ou até piorou — de lá para cá, com divisões de base mal conduzidas, calendários horríveis, times medíocres e uma Copa América ruim em que a Seleção talvez tenha dado até sorte em sair nas quartas e evitado novo vexame contra a Argentina. E nem é questão de pessimismo porque, depois da tragédia de 50, demos a volta por cima. Pode acontecer de novo.

Derrota para a Alemanha deve ser relembradaReuters

FIM DA REELEIÇÃO

De todas as medidas da MP que deverão vigorar — se aprovadas no Congresso —, a mais importante é o fim das reeleições sucessivas em clubes e federações, que eterniza nos cargos as figuras mais nefastas que apenas se aproveitam para enriquecer e só continuam pela troca de favores e interesses. A CBF é o grande modelo seguido por todos.

ATUAÇÃO RUIM

O Botafogo pode ter conseguido um bom resultado em Fortaleza, até porque seus concorrentes não venceram. Mas só não perdeu para o fraquíssimo Ceará porque Jefferson operou milagres. Foi pouco para quem pretende se impor. Em relação ao Estadual, o time piorou e incomoda a nulidade do meio-campo.

NOVOS TEMPOS

Domingo, no Morumbi, o Fluminense, diante de um São Paulo apático, perdeu a chance de se adiantar na tabela e conformou-se com o empate. Hoje, em casa, deverá ser mais difícil, apesar da má campanha do Cruzeiro de Vanderlei, que tenta se recompor e tem um bom time. Sem Vinícius, Kenedy e Wagner, os tempos pioraram no Fluminense.

GUARDIOLA SALVADOR

Daniel Alves, em entrevista a ESPN, disse que Guardiola aceitaria comandar o Brasil na Copa e que, se houvesse o convite, ele levaria a Seleção ao título. Conversa fiada! A CBF pode ter até errado em manter Felipão, mas trazer Guardiola seria problemático. Não se sabe se ele sequer acertaria, quanto mais ganhar a Copa.

Últimas de Esporte