Pela segunda vez seguida, Djokovic e Federer disputam a final em Wimbledon

Esta será a terceira decisão entre o tenista número um do mundo e o suíço nos principais torneiros masculinos

Por O Dia

Inglaterra - O sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer reeditarão daqui dois dias a final do ano passado de Wimbledon, depois de vencerem duelos nesta sexta-feira com o francês Richard Gasquet e o britânico Andy Murray, respectivamente.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

O primeiro a garantir um lugar na decisão foi o número 1 do mundo, que bateu o surpreendente rival, que havia eliminado o suíço Stan Wawrinka. Djoko levou a melhor em 3 sets a 0, com parciais de 7-6 (2), 6-4 e 6-4, em duas horas e 20 minutos.

Roger Federer fará a final de Wimbledon contra Djokovic pela segunda vez seguidaReuters

Com a vitória, o sérvio segue vivo na luta por conquistar o terceiro título na grama de Wimbledon. O primeiro aconteceu em 2011 e o segundo no ano passado, justamente com vitória sobre Roger Federer, em maratona de cinco sets, que teve parciais de 6-7 (7), 6-4, 7-6 (4), 5-7 e 6-4.

O suíço tentará se vingar de Djokovic após também despachar Andy Murray com placar de 3 sets a 0, com parciais de 7-5, 7-5 e 6-4. A segunda das semifinais do terceiro Grand Slam do ano durou duas horas e seis minutos.

Esta será a terceira decisão entre os dois tenistas na série dos principais torneios do circuito profissional masculino. Além de Wimbledon no ano passado, o suíço bateu o sérvio na final do US Open em 2007, em três sets, com 7-6 (4), 7-6(2) e 6-4.

Últimas de Esporte