Com atuação impecável no 1º tempo, Brasil atropela Porto Rico no basquete

Seleção estreia no Pan com uma vitória contundente

Por O Dia

Canadá - Uma atuação impecável no primeiro tempo e uma vitória contundente na estreia no Pan de Toronto. O Brasil simplesmente atropelou Porto Rico, nesta terça-feira, e venceu por 92 a 59 (60 a 17). A Seleção precisou de apenas 20 minutos para garantir o triunfo, quando abriu 43 pontos, apresentando uma defesa sólida e um ataque equilibrado, criando situações para as bolas de três pontos. O Brasil volta à quadra nesta quarta-feira e enfrenta a Venezuela, às 14h30 (horário de Brasília).

Larry Taylor leva o Brasil ao ataque na vitória sobre Porto Rico%2C na estreia no PanUSA Today Sports

O único porém foi a atuação brasileira no segundo tempo, com muitos erros. Evidentemente que a vantagem "cria" um certo relaxamento. Outro fator foi a melhora de Porto Rico, que soube lidar melhor com a defesa brasileira e impôs mais dificuldades, diminuindo um pouco o tamanho da derrota. Porém, o saldo do primeiro jogo é extremamente positivo.

O cestinha da vitória brasileira foi Rafael Hettsheimeir. O pivô de Bauru anotou 19 pontos e foi um dos destaques nas bolas de três pontos (acertou cinco em oito tentadas). Ala-armador do Flamengo, Benite também teve uma atuação consistente, com 16 pontos, sendo uma das referências no ataque. Outro atleta do Fla, Olivinha foi outro a se destacar, com nove pontos (100% de aproveitamento).

O jogo

Com uma defesa intensa e rodando bem a bola no ataque, o Brasil começou o jogo de forma arrasadora e logo abriu 23 a 2, fruto de uma sequência de sete bolas de três pontos, com destaque para Hettsheimeir, que acertou quatro - as outras foram de Léo Meindl, Rafa Luz e Vitor Benite. Com propriedade, o Brasil venceu o primeiro quarto por 31 a 6, com nove acertos em 15 nas bolas de três (aproveitamento de 60%).

O Brasil não diminuiu o ritmo no segundo período e começou com uma corrida de 7 a 0, levando placar para 38 a 6 e forçando Porto Rico a pedir tempo de novo. A Seleção passou por um breve período de instabilidade - Magnano pediu tempo e deu uma bronca nos atletas mesmo com a vantagem significativa. O Brasil voltou a mandar no jogo. A diferença no placar pulou para mais de 40 pontos: 60 a 17.

Hettsheimeir, com 14 pontos, foi o cestinha brasileiro no primeiro tempo, seguido por Benite, com 10. O Brasil teve um aproveitamento de 59% nas bolas de três, acertando 13 das 22 tentadas.

O Brasil encontrou dificuldade no início do terceiro período. Porto Rico voltou melhor e fez uma corrida de 7 a 0. Uma bola de três de Toledo acabou com a seca no ataque, mas a Seleção não conseguia apresentar o mesmo nível do primeiro tempo. Aos poucos, o time brasileiro se reencontrou em quadra. Porém, perdeu a parcial por 25 a 19. Nada de assustador diante da vantagem imposta no primeiro tempo.

O último quarto foi de altos e baixos, com muitos erros por parte do Brasil. Porém, a vitória estava garantida.

Últimas de Esporte