Romário diz que CPI do Futebol ouvirá José Maria Marin na prisão em Zurique

Senador garantiu que ex-presidente da CBF não viajará para o Brasil para investigações: 'Sabemos o que vai ocorrer se vier'

Por O Dia

São Paulo - Romário se mostrou irredutível e afirmou que nem a distância o atrapalhará em ouvir uma das principais peças da CPI do Futebol no Brasil. O Baixinho garantiu que José Maria Marin será interrogado na prisão onde está detido em Zurique, na Suíça. Desde o fim do mês de maio deste ano, o dirigente está sendo mantido preso, a pedido do governo americano em parceira com a polícia suíça. O ex-presidente da CBF fará parte das investigações sobre possíveis irregularidades em contratos da entidade máxima do futebol brasileiro.

"Vamos montar uma missão e viajar até Zurique para isso. Mas não queremos que o Marin volte ao Brasil. Sabemos o que vai ocorrer se ele viajar. Se eu receber um requerimento para ouvi-lo aqui eu vou rasgar em público. Pode ter certeza de que quem fizer esse requerimento está recebendo algo por fora", disse ao jornal 'O Estado de S. Paulo'.

A CPI será presidida por Romário e contará com mais 11 parlamentares e oito suplentes. O senador Romero Jucá (PMBD-RR) será o relator da Comissão, que terá 180 dias de investigação. Além de Maria Marin, Ricardo Teixeira e Marco Polo del Nero também serão ouvidos.

Romário afirmou que José Maria Marin não virá ao BrasilDivulgação


Últimas de Esporte